Minas Gerais Vale suspende circulação de trens próximo à barragem Xingu em MG

Vale suspende circulação de trens próximo à barragem Xingu em MG

Segundo a mineradora, determinação da Superintendência do Trabalho vai afetar escoamento de materiais na usina Timbopeba

Reuters - Economia
Barragem fica em Mariana, a 110 km de BH

Barragem fica em Mariana, a 110 km de BH

Reprodução / Google Street View

A mineradora Vale informou nesta sexta-feira que paralisou a circulação de trens em um ramal da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), no complexo de Mariana, em atendimento a uma notificação da Superintendência Regional do Trabalho para interdição de atividades em áreas próximas à barragem Xingu, da mina Alegria, em Mariana, a 110 km de Belo Horizonte.

A medida impedirá o escoamento de materiais produzidos na usina Timbopeba durante a interdição, o que, por consequência, vai paralisar temporariamente a unidade, disse a Vale, ao estimar impacto de 33 mil toneladas de finos de minério de ferro por dia.

"Adicionalmente, foram interditados alguns acessos internos da mina Alegria, com impactos parciais na produção da usina estimados em 7,5 mil toneladas de finos de minério de ferro por dia", disse a companhia em comunicado.

"A Vale está tomando todas as medidas necessárias para a retomada das atividades o mais breve possível, mantendo o foco nos cuidados necessários para garantir a segurança dos empregados e das comunidades localizadas no entorno de suas estruturas", acrescentou a empresa.

A Vale disse ainda que "não há risco iminente de ruptura" da barragem Xingu, onde a chamada zona de autossalvamento (ZAS) já foi esvaziada, "não havendo a presença permanente de pessoas na área".

Últimas