Novo Coronavírus

Minas Gerais Veja quais comércios podem abrir em BH a partir desta quinta-feira (9)

Veja quais comércios podem abrir em BH a partir desta quinta-feira (9)

Para conter a covid-19, o prefeito Alexandre Kalil proibiu o atendimento de clientes na porta dos estabelecimentos, como estava ocorrendo na cidade

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Mercados podem funcionar com medidas de prevenção

Mercados podem funcionar com medidas de prevenção

Sergio Moraes/Reuters - 14.03.2020

O Prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), limitou ainda mais as regras de funcionamento do comércio na cidade para conter a covid-19. Com as mudanças, as lojas que antes estavam liberadas para atender os clientes na porta do estabelecimento foram proibidas de abrir. As regras passam a valer a partir desta quinta-feira (9).

Segundo o decreto publicado na edição extraordinária do Diário Oficial do Município, nesta quarta-feira (8), os únicos comércios que podem funcionar na cidade são aqueles considerados essenciais.

Confira a lista das atividades permitidas:

    • Serviços de saúde;
    • farmácias;
    • laboratórios;
    • clínicas e hospitais;
    • óticas;
    • supermercados e hipermercados
    • padarias
    • sacolão, mercearia, hortifruti, armazém e açougues
    • posto de combustível para veículos automotores
    • lojas de materiais de construção civil;
    • agências bancárias;
    • lotéricas
    • Correios

A abertura destes estabelecimentos está liberada, inclusive, para as lojas que funcionam em shoppings e centros comerciais.

No caso de bares e restaurantes, a lei autoriza a venda de comida pelo delivery ou para retirar no local, desde que os alimentos estejam “prontos e embalados para consumo fora do estabelecimento”.

Segundo a prefeitura, os serviços e atividades que não foram suspensos, deverão adotar as medidas de prevenção contra a proliferação do novo coronavírus, seguindo as orientações das autoridades de saúde.

Para fechar os estabelecimentos, o decreto municipal suspendeu os ALFs (Alvarás de Localização e Funcionamento) das atividades consideradas não essenciais. O decreto ainda destacou algumas que estão entre as proibidas.

Veja a lista:

    • Casas de shows e espetáculos de qualquer natureza;
    • boates, danceterias, salões de dança;
    • casas de festas e eventos;
    • feiras, exposições, congressos e seminários;
    • shoppings centers, centros de comércio e galerias de lojas;
    • cinemas e teatros;
    • clubes de serviço e de lazer;
    • academia, centro de ginástica e estabelecimentos de condicionamento físico;
    • clínicas de estética e salões de beleza;
    • parques de diversão e parques temáticos;
    • bares, restaurantes e lanchonetes;
    • autorizações para eventos em propriedades e logradouros públicos;
    • autorizações de feiras em propriedade;
    • autorizações para atividades de circos e parques de diversões.

Últimas