Minas Gerais Vereador de Belo Horizonte é agredido durante assalto em SP

Vereador de Belo Horizonte é agredido durante assalto em SP

Gabriel Azevedo esperava um táxi quando grupo de, pelo menos, 5 pessoas o abordou para roubar celular, carteira e relógio

Vereador está em repouso para se recuperar

Vereador está em repouso para se recuperar

Divulgação / CMBH / Karoline Barreto

O vereador de Belo Horizonte, Gabriel Azevedo (Patriota), foi agredido e teve um osso do rosto quebrado durante um assalto no centro de São Paulo neste domingo (28). Ele foi atendido em um hospital na capital paulista, mas já voltou a Belo Horizonte, onde está em repouso. 

Em uma mensagem enviada por e-mail, Gabriel relatou que esteve em São Paulo a trabalho, para realizar gravações, e que foi vítima de um roubo. 

"Para roubar meu celular e meu relógio de pulso, um grupo numeroso me agrediu de forma violenta na rua, causando hematomas profundos e fraturas na face", escreveu o parlamentar. 

O chefe de gabinete de Gabriel, Rafael Dayrell, confirmou o episódio e disse que o vereador ficará em repouso nos próximos dias, quando deve passar por um procedimento cirúrgico. 

De acordo com Dayrell, o vereador saía de um jantar quando foi abordado por um grupo de, pelo menos, cinco pessoas, quando estava esperando um táxi em uma rua do centro de São Paulo. 

— Ele estava sozinho e esse grupo começou a espancar ele e conseguiram levar a carteira, relógio, cartões. Um deles acertou um soco mais forte embaixo do olho e fraturou o osso ao lado do nariz. Ele foi ao hospital, teve um primeiro atendimento, foi liberado e voltou para Belo Horizonte. 

Últimas