Vereador é preso com maconha na cueca e equipamentos sem nota

Edvane Gonçalves Machado (DEM) é parlamentar em Catas Altas (MG); no carro onde estava, também foram encontrados eletrônicos sem nota fiscal

Vereador foi abordado e preso em BH

Vereador foi abordado e preso em BH

Reprodução/Câmara Municipal Catas Altas

Um vereador da cidade de Catas Altas, a 122 km de Belo Horizonte, foi preso na madrugada deste sábado (23) em um bairro da capital mineira com maconha na cueca. Edvane Gonçalves Machado (DEM), de 47 anos, estava em um carro com outros dois homens, que também foram conduzidos até a delegacia de plantão.

De acordo com os militares, o carro em que o vereador estava, um Palio vermelho, passou no sentido contrário ao dos policiais, que desconfiaram da atitude suspeita dos homens, que estavam bastante inquietos. Como o local é conhecido pelas ocorrências recorrentes de tráfico eles decidiram abordar o veículo na altura da avenida Saramenha, no bairro Tupi. 

Um dos ocupantes do veículo se identificou como vereador Edvane Gonçalves Machado e, durante a abordagem, os policiais militares encontraram a maconha que estava escondido dentro da sua cueca. Com ele também foram apreendidos R$ 125 em dinheiro.

Dentro do carro, na porta do motorista, a polícia encontrou mais dinheiro, além de uma televisão e um notebook. O vereador confessou que comprou a droga por R$ 80 e a TV por R$ 1.200. O outro homem explicou que adquiriu o notebook por R$ 250, com o dinheiro que o vereador o havia emprestado.

Os objetos não tinham nota fiscal e foram apreendidos por serem considerados de origem duvidosa. O veículo também foi apreendido. O motorista estava com a carteira vencida desde abril. Os três foram levados para a delegacia. Os suspeitos de fornecerem a droga e os equipamentos eletrônicos não foram localizados.