Minas Gerais Vereadores prorrogam CPI da BHTrans por mais 30 dias

Vereadores prorrogam CPI da BHTrans por mais 30 dias

Parlamentares alegaram necessidade de aguardar investigação sobre desaparecimento de contratos com as empresas de ônibus

Novo prazo vai até 15 de novembro

Novo prazo vai até 15 de novembro

Reprodução / CMBH

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga irregularidades na BHTrans, empresa pública que gere o sistema transporte de Belo Horizonte, prorrogou por mais 30 dias o prazo para conclusão dos trabalhos do grupo.

A decisão foi autorizada pelos membros da CPI, na manhã desta quarta-feira (13). Ao fazer o pedido, o vereador Gabriel Azevedo (sem partido), presidente da comissão, alegou que é importante para o grupo ter acesso à investigação da Polícia Civil sobre o sumiço temporário dos documentos relacionados à licitação das empresas atualmente em vigor.

— Eu farei um esforço coletivo junto à presidente [da Câmara] Nely Aquino para termos celeridade na investigação.

Esta é a segunda vez que o prazo para conclusão da CPI é estendido. Agora, o grupo tem até o dia 15 de novembro para apresentar um relatório sobre as investigações. A presidência já adiantou que deve sugerir o indiciamento de 20 pessoas, entre elas, representantes das empresas de ônibus e servidores.

Segundo o regimento da Câmara, o prazo não pode ter nova prorrogação. Os trabalhos da CPI foram iniciados no dia 15 de maio deste ano.

Últimas