Vítimas dizem que mulher criou lista que expôs intimidade de moradoras

Há suspeita de que uma vítima teria tentado suicídio

Há vítimas que não saem mais de casa
Há vítimas que não saem mais de casa Reprodução RecordTV

Vítimas da polêmica lista divulgada nas redes sociais expondo a intimidade de mais de 100 moradoras em Muzambinho, a 420 quilômetros de Belo Horizonte, afirmaram ao delegado responsável pelo caso, Sílvio Sérgio Domingues, que o "ranking" foi criado por uma mulher. A polícia ainda irá apurar se uma das constrangidas, uma adolescente de 15 anos, teria tentado o suicídio. 

A identidade da suspeita é mantida em sigilo para não atrapalhar a investigação, mas o policial deverá pedir a quebra do sigilo telefônico e o rastreamento do IP do computador dela.

A lista expôs solteiras e casadas de diferentes idades. Moradoras dividem o sentimento de indignação com lágrimas. O caso ganhou repercussão nacional, o que aumentou o drama de quem teve a intimidade exposta.

Uma das vítimas, que prefere o anonimato, informou à RecordTV que não consegue parar de chorar:

— Todo mundo tem acesso às redes sociais. Então, quando a gente menos espera, todo mundo vê. É horrível.

Muzambinho é uma cidade com cerca de 20 mil moradores. Em poucas horas, a lista chegou ao conhecimento de boa parte dos moradores.

Lista expõe intimidade de mais de 100 mulheres em redes sociais
Lista expõe intimidade de mais de 100 mulheres em redes sociais Reprodução

O constrangimento teria levado uma jovem a tentar tirar a própria vida. A informação não foi confirmada. Há quem sustente ser boato, mas a advogada Taysa Justiminiano, que representa algumas vítimas, ressalta que o caso deve ser aprofundada pela Civil.

— A gente não pode afirmar nada, principalmente porque não conversamos com o delegado ainda, mas há indícios que sim (de que a garota teria tentado cometer o suicídio). 

Leia mais notícias no R7

Por outro lado, enquanto os investigadores se debruçam sobre o caso, outras litas começam a surgir na cidade e no município vizinho de Monte Belo. Agora há o ranking dos mais brigões, o dos mais caloteiros etc.