Novo Coronavírus

Minas Gerais Zema decreta toque de recolher e restrições em 60 cidades de Minas

Zema decreta toque de recolher e restrições em 60 cidades de Minas

Medidas valem para as regiões Noroeste e Triângulo Norte, que passam por cenário crítico em função da pandemia de covid-19

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Zema alertou sobre risco de colapso

Zema alertou sobre risco de colapso

Divulgação / Governo MG / Pedro Gontijo

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (NOVO), decretou um lockdown obrigatório nas regiões Noroeste e Triângulo Norte, abrangendo 60 cidades, a partir desta quinta-feira (4).

Os moradores só poderão sair de casa em situações relacionadas aos serviços e atividades essenciais (confira lista no fim da reportagem). Também haverá um toque de recolher entre às 20h e 5h, todos os dias (veja abaixo a lista de restrições).

A medida visa conter o avanço da pandemia de covid-19 nestas áreas que, segundo Zema, enfrentam "situação crítica". Ela fica em vigor, pelo menos, nos próximos 15 dias.

Estes municípios a partir de agora estão classificados dentro de uma nova fase do programa Minas Consciente, chamada onda roxa, destinada às cidades com risco de colapso do sistema de saúde. A adesão é obrigatória. As prefeituras que não estão na classificação, mas que avaliarem ser necessário adotar o protocolo, poderão se inserirem na faixa roxa por conta própria.

Veja: Confira quais cidades terão toque de recolher em Minas Gerais

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, detalhou que as forças de segurança estão autorizadas a intervir para evitar aglomerações.

— Naturalmente, tudo que fazemos, primeiro é orientando, alertando. Mas pode chegar a ser desacato de autoridade, uma vez que as forças de segurança vão orientar uma boa conduta.

As demais ondas verde, amarela e vermelha seguem em vigor. Amaral destacou que três regiões que estão na fase vermelha serão monitoradas de perto nos próximos dias, já que têm risco de irem para a onda roxa. São elas: Triângulo Sul, Norte e Leste do Sul.

Veja a lista de restrições decretadas:


    • Proibição de circulação de pessoas e veículos para atividades não essenciais;
    • Toque de recolher entre 20h e 5h;
    • Proibição de circulação de pessoas sem máscara, em qualquer espaço público ou de uso coletivo;
    • Proibição de circulação de pessoas com sintomas de gripe, exceto para atendimentos médicos;
    • Proibição de realização de reuniões presenciais, inclusive de pessoas da mesma família que não moram na mesma casa;
    • Proibição de qualquer tipo de evento, público ou privado, que possa causar aglomeração;
    • Criação de barreiras sanitárias de vigilância.

Veja a lista dos serviços essenciais autorizados a funcionar:

    • Setor de alimentos (excluídos bares e restaurantes que só podem funcionar via delivery);
    • Serviços de saúde (atendimento, indústrias, veterinárias, etc.);
    • Bancos;
    • Transporte público (descolocamento para atividades essenciais)
    • Energia, gás, petróleo, combustíveis e derivados;
    • Manutenção de equipamentos e veículos;
    • Construção civil;
    • Indústrias (apenas da cadeia de atividades essenciais);
    • Lavanderias;
    • Serviços de TI, dados, imprensa e comunicação;
    • Serviços de interesse público (água, esgoto, funerário, correios, etc).

Assista à íntegra do pronunciamento do governador Romeu Zema:

Últimas