Alemanha, França e Inglaterra concordam em trabalhar juntas para 'reduzir tensão' no Oriente Médio

"Os três concordam que uma desescalada é algo urgente", assinalou o porta-voz.

Folha de Pernambuco

Folha de Pernambuco

Folha de Pernambuco

Os líderes da Alemanha, França e Grã-Bretanha concordaram, neste domingo, em trabalhar juntos para reduzir a tensão no Oriente Médio, que atingiu seu ápice após o assassinato pelos Estados Unidos do general iraniano Qasem Soleimani no Iraque, segundo um porta-voz do governo alemão.

"A chanceler Angela Merkel, o presidente francês, Emmanuel Macron, e o premier britânico, Boris Johnson, concordaram em trabalhar juntos para reduzir a tensão naquela região", declarou o porta-voz alemão, depois que Merkel conversou por telefone com os dois colegas.

Leia também:
Irã anuncia que não vai mais cumprir acordo nuclear e que está livre para enriquecer urânio
Maré humana na cidade iraniana de Ahvaz para o adeus ao general Soleimani
Trump ameaça atingir 52 alvos iranianos


"Os três concordam que uma desescalada é algo urgente", assinalou o porta-voz. Os líderes convidaram "o Irã, em particular, a mostrar cautela nas circunstâncias atuais".