Auxiliar não esconde atuação abaixo e lamenta lesões

Substituindo o treinador Gilmar Dal Pozzo, Luciano Borges ainda fez questão de reconhecer superioridade coral

Substituindo o treinador Gilmar Dal Pozzo, Luciano Borges ainda fez questão de reconhecer superioridade coral

Substituindo o treinador Gilmar Dal Pozzo, Luciano Borges ainda fez questão de reconhecer superioridade coral

Folha de Pernambuco

Com a suspensão do técnico Gilmar Dal Pozzo, coube ao auxiliar Luciano Borges comandar o Náutico no Clássico das Emoções deste domingo (1º), no Arruda. Se não bastasse a derrota por 2x0, o desempenho da equipe alvirrubra foi abaixo da crítica. Reconhecendo a superioridade coral, Lucianinho comentou a fraca atuação do Timbu na partida.

"A equipe não conseguiu desempenhar um grande futebol. Temos um dilema forte. A partir do momento que o time não consegue produzir, você está muito perto da derrota. E hoje não nos apresentamos bem. Porém, também temos que reconhecer que o Santa Cruz fez um bom jogo, e foram superiores", afirmou o auxiliar.

Depois da derrota para o Tricolor, o Alvirrubro chegou ao quarto jogo consecutivo sem vencer no ano. Além disso, a equipe da Rosa e Silva vem sofrendo com as lesões.

Além de Rafael Dumas, Guilhermo Paiva, Álvaro e Matheus Carvalho, o Timbu ganhou mais duas preocupações para a sequência do semestre: Ronaldo Alves deixou a partida com suspeita de lesão no tornozelo esquerdo, e Diego Silva com dores no púbis. Segundo o auxiliar, as lesões vêm atrapalhando o andamento do trabalho.

Leia também:
Santa domina Náutico e garante vaga na semifinal do Estadual


“As lesões vêm nos atrapalhando. Mas é hora de termos a cabeça fria. O grupo é qualificado e temos que retomar o que vínhamos fazendo. As lesões têm que nos deixar um pouco. Uma nuvem carregada está passando em cima do Náutico e temos que procurar reverter isso de todas as formas”, frisou Lucianinho.