Com uma mão na taça, Hamilton pode confirmar hexa

Britânico precisa apenas de um oitavo lugar no GP dos Estados Unidos para conquistar sexto título mundial

Britânico precisa apenas de um oitavo lugar no GP dos Estados Unidos para conquistar sexto título mundial

Britânico precisa apenas de um oitavo lugar no GP dos Estados Unidos para conquistar sexto título mundial

Folha de Pernambuco

O inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, está próximo de faturar seu sexto título mundial de Fórmula 1. Ele lidera de forma tranquila a edição 2019 do campeonato, com 363 pontos (10 vitórias e 15 pódios), à frente do vice-líder e companheiro de equipe, o finlandês Valtteri Bottas, com 289 (três vitórias e 14 pódios). O britânico precisa apenas de um oitavo lugar nas três corridas que restam até o fim da temporada para aumentar o número de conquistas do currículo. Ou seja, basta terminar nesta posição na prova deste domingo, às 16h10 (horário de Brasília), no GP dos Estados Unidos, realizado no Circuito das Américas.

Leia também:
Hamilton vence GP do México e fica a um passo do título
México pode consagrar Lewis Hamilton mais uma vez
Hamilton espera ter Ferrari na pole em todas as corridas até o fim do ano

Outro cenário que pode dar o título a Hamilton é terminar em nono lugar nas duas próximas provas. No caso, o hexacampeonato não aconteceria nos Estados Unidos, mas sim no Brasil, no GP de Interlagos, que será disputado no dia 17 de novembro, às 15h10. A última corrida de 2019 será 1º de dezembro, às 11h10, em Abu Dhabi, no Circuito Yas Marina.

Caso confirme o sexto título na Fórmula 1, Lewis Hamilton ficará apenas um abaixo de Michael Schumacher, ganhador de sete edições do campeonato (1994, 1995, 2000, 2001, 2002, 2003 e 2004). O britânico, inclusive, foi contratado pela Mercedes em 2012 justamente para substituir o heptacampeão alemão. Hamilton já quebrou um feito do eterno ídolo do esporte: o de poles. Schumacher se aposentou com 68, marca superada pelo líder de 2019 há dois anos, em Monza, na Itália. As conquistas antigas do piloto inglês foram nos anos de 2008, 2014, 2015, 2017 e 2018.

Schumacher, vale ressaltar, se recupera desde 2013 de um grave acidente sofrido após esquiar nos Alpes franceses. O alemão vive recluso com sua família, sem que detalhes de seu estado de saúde sejam divulgados.