Contra Covid-19, Noronha monta hospital de campanha

Novos leitos serão montados em salas de aula da Escola Arquipélago

Novos leitos serão montados em salas de aula da Escola Arquipélago

Novos leitos serão montados em salas de aula da Escola Arquipélago

Folha de Pernambuco

Para controlar a situação de emergência e minimizar as consequências do novo coronavírus, a Administração de Fernando de Noronha vai colocar em ação um plano de contingência para atendimento da população na Ilha. Serão contratados 14 profissionais de saúde e adquiridos materiais e equipamentos médico-hospitalares para a instalação de seis leitos emergenciais. Os pacientes mais graves contarão ainda com a prioridade do salvo-aéreo.

Salas de aula da Escola Arquipélago, que se encontram sem atividades, serão transformadas em um hospital de campanha, com seis leitos temporários emergenciais, podendo ter a quantidade dobrada, caso necessário. Para isso, novos equipamentos serão comprados.

A medida, autorizada pelo governador Paulo Câmara, é preventiva, já que o Hospital São Lucas possui 12 leitos de enfermaria para comportar uma possível demanda. Para controlar a entrada de turistas em Noronha, o aeroporto foi fechado para pousos e decolagens desde o sábado (21). A medida vale por tempo indeterminado. 

Leia também:
Aeroporto de Fernando de Noronha fecha por tempo indeterminado
Fernando de Noronha inicia vacinação contra influenza


De acordo com o administrador de Noronha, Guilherme Rocha, o plano de contingência é posto em prática sob orientação estratégica, dentro do termo de cooperação entre a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) e a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE). 

Dos 14 profissionais de saúde que serão contratados, seis são médicos clínicos-gerais, cinco enfermeiros e três técnicos de enfermagem. A previsão da Administração é de que até a próxima semana todos estejam iniciando suas atividades. Currículos estão sendo analisados para a escolha dos profissionais.

Segundo o administrador, a Ilha segue sem nenhum caso confirmado do Covid-19. No momento, cinco pessoas estão com suspeita do novo coronavírus e permanecem isoladas aguardando o resultado dos exames. “Se cada um fizer a sua parte agora e respeitar o isolamento ficando em casa, venceremos essa batalha e seremos pioneiros no combate a esse vírus. Somos uma ilha e estamos geograficamente distante do continente e sem casos confirmados da doença, o que já nos deixa muito otimistas. Seremos exemplo para o mundo”, enfatiza Guilherme.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

+ Coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo  + Coronavírus na Política + Coronavírus na Economia + Coronavírus em Diversão&Arte + Coronavírus no Esporte

Últimas