Copa do Nordeste dá pontapé inicial para 17ª edição

Imperatriz/MA x CRB, às 19h desta terça (21), abre o certame. Primeiro pernambucano a estrear é o Timbu

Imperatriz/MA x CRB, às 19h desta terça (21), abre o certame. Primeiro pernambucano a estrear é o Timbu

Imperatriz/MA x CRB, às 19h desta terça (21), abre o certame. Primeiro pernambucano a estrear é o Timbu

Folha de Pernambuco

Há sete anos, quando passou a ser disputada de forma ininterrupta, a Copa do Nordeste começou a dividir com os estaduais a atenção dos clubes da região. Em 2020, o torneio chega a sua 17ª edição - somando todas as anteriores. Pernambuco estará representado pelo Trio de Ferro da Capital. O Sport, tricampeão regional, retorna ao certame após dois anos afastado. O Santa Cruz busca repetir a façanha de 2016, quando faturou a taça. Já o Náutico entra de olho em um troféu inédito.

O jogo que abre a Copa do Nordeste é Imperatriz/MA x CRB, às 19h desta terça (21), no Frei Epifânio, no Maranhão. Assim como em 2019, a competição foi dividida em dois blocos com oito times cada. O Grupo A tem ABC/RN, Bahia, Botafogo/PB, CRB/AL, Fortaleza, Frei Paulistano/SE, River/PI e Sport. O B é composto por América/RN, CSA/AL, Ceará, Confiança/SE, Imperatriz/MA, Náutico, Santa Cruz e Vitória/BA.

As equipes de um lado enfrentam os integrantes do outro, apenas em jogos de ida. Os quatro melhores de cada chave avançam para as quartas de final, com confronto único e mando de campo dos que terminaram mais bem posicionados. O mesmo vale para a semifinal. Os confrontos de ida e volta acontecerão apenas nas finais.

Leia também:
Copa do Nordeste terá transmissão no YouTube
CBF divulga tabela da Copa do Nordeste 2020

O Náutico estreia na Copa na quinta (23), às 19h30, contra o River/PI, nos Aflitos. O Santa Cruz joga sábado (25), às 16h, diante do Bahia, no Arruda. No mesmo dia, às 18h, o Sport visita o CSA. Na edição do ano passado, vencida pelo Fortaleza, Timbu e Cobra Coral foram eliminados nas semifinais. O Tricolor caiu diante do Leão. Já o Alvirrubro foi desclassificado pelo Botafogo/PB. O outro representante pernambucano na ocasião, o Salgueiro, não passou da fase de grupos.