Dal Pozzo vê equilíbrio no clássico e cita poder de reação

Alvirrubro saiu perdendo por 1x0, mas conseguiu gol de empate e chegou perto de virar a partida

Alvirrubro saiu perdendo por 1x0, mas conseguiu gol de empate e chegou perto de virar a partida

Alvirrubro saiu perdendo por 1x0, mas conseguiu gol de empate e chegou perto de virar a partida

Folha de Pernambuco

Empatar um clássico em casa e com mais um homem em campo em quase todo o segundo tempo não é um resultado que traz alegria aos alvirrubros, mas o técnico do Náutico, Gilmar Dal Pozzo, preferiu observar o placar de 1x1, diante do Sport, nos Aflitos, na estreia do Campeonato Pernambucano 2020, por outra ótica: a da reação. O Timbu saiu atrás do marcador, mas conseguiu empatar e chegou próximo de virar o confronto.

“Foi um clássico de alto nível. Gostei do poder de reação do time. O Sport foi melhor em alguns momentos, mas a gente suportou. Tomamos o gol, mas voltamos a equilibrar o jogo, fazendo alguns ajustes. Coloquei na cabeça dos atletas que nossa marca registrada era buscar o resultado. Não deu (para vencer), mas acho que se o jogo tivesse mais cinco minutos, nós teríamos conseguido. Nunca vi dois gols contra. Enfrentamos um adversário de qualidade, campeão ano passado do Pernambucano e que esta na Série A. Foi um resultado justo pelo equilíbrio”, avaliou Dal Pozzo.

O treinador também citou que não teve todos os atletas que gostaria à disposição para o clássico, mesmo que alguns estivessem presentes no banco de reservas. “Não tinha Kieza, Luanderson e Ronaldo Alves. O plantel ainda requer esses atletas em uma condição melhor. Kieza não seria relacionado, mas Paiva se lesionou e tivemos que acelerar o processo. Voltaremos a trabalhar amanhã e veremos em que condição ele está, se há como botar ele no jogo do meio de semana ou contra o Petrolina (domingo, no Pernambucano). A ideia nossa é rodar o plantel, dando oportunidade para todos. Vamos com o que tem de melhor”, declarou.

O Náutico entra em campo na próxima quinta (23), contra o River/PI, nos Aflitos, na estreia da Copa do Nordeste.

Leia também:
Guto elogia base, mas prega evolução nos próximos jogos
Rubro-negros na bronca com arbitragem do clássico



Show Player