Folha de Pernambuco Em parceria com o Estado, PCR lança app para orientar sobre a Covid-19

Em parceria com o Estado, PCR lança app para orientar sobre a Covid-19

A plataforma 'Atende em casa- Covid 19' pode ser acessado por meio de um endereço na web

A plataforma 'Atende em casa- Covid 19' pode ser acessado por meio de um endereço na web

A plataforma 'Atende em casa- Covid 19' pode ser acessado por meio de um endereço na web

Folha de Pernambuco

Em parceria com o Governo do Estado, a Prefeitura do Recife lançou, na manhã desta quarta-feira (26), a plataforma "Atende em casa - Covid 19", que permite um atendimento virtual para que pacientes possam receber orientações sobre a doença.

O web aplicativo pode ser acessado por meio de um endereço na web e é indicada para pacientes que apresentem sintomas gripais. De acordo com o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, o hotsite está disponível nas páginas da prefeitura e do governo criada exclusivamente para tratar assuntos da Covid-19. "Criamos uma plataforma simples, adaptável aos celulares para que qualquer pessoa tenha acesso", afirmou.

Leia também:
PCR lança site para reforçar veiculação de informações seguras sobre vírus
Paulo Câmara reforça medidas de isolamento no combate à Covid-19
Sobe para 46 total de casos de Covid-19 em Pernambuco

Desenvolvido por Google, Pitang, Brany, Fábrica de Negócios e PCR, a plataforma será disponibilizada inicialmente para moradores do Recife. Posteriormente, o Governo do Estado deve expandir a experiência para os outros municípios. Segundo André Longo, secretário de saúde do Estado, Recife será a cidade piloto para a implantação do projeto, tanto em Pernambuco como em outros estados do país. Também está sendo viabilizada uma portaria para que profissionais de saúde que não estejam exercendo atividades hospitalares possam compor a equipe de teleatendimento do aplicativo. "Nossa ideia é aproveitar os profissionais de saúde que estão fora dos hospitais para reforçar a atividade desse aplicativo por meio do trabalho remoto", informou. "O Conselho Regional de Medicina e o Conselho Regional de Enfermagem realizaram a avaliação do aplicativo, para que ele estivesse de acordo com os padrões de saúde", complementou.

O atendimento por meio da plataforma acontece dividido por etapas. De início, os pacientes responderão a um questionário virtual preparado pela Secretaria de Saúde do Recife. Dependendo da gravidade dos casos, alguns pacientes podem receber recomendações para se cuidarem em casa. Já os casos mais graves poderão permitir o acesso para atendimento com um enfermeiro ou médico, por meio de vídeo chamada. Além disso, todos os pacientes receberão mensagens de monitoramento de saúde por duas semanas para avaliar o andamento dos casos.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

+ Coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo  + Coronavírus na Política + Coronavírus na Economia + Coronavírus em Diversão&Arte + Coronavírus no Esporte

Últimas