EUA organizará torneio de futebol feminino em junho

Liga feminina organizará uma competição que está prevista para começar em 27 de junho, sem torcida

Liga feminina organizará uma competição que está prevista para começar em 27 de junho, sem torcida

Liga feminina organizará uma competição que está prevista para começar em 27 de junho, sem torcida

Folha de Pernambuco

A Liga de Futebol Feminino dos Estados Unidos (NWSL), formada por nove times, anunciou nesta quarta-feira seu retorno às competições com um torneio de um mês no estado de Utah, que começará em 27 de junho sem a presença de espectadores.

A NWSL estaria, portanto, à frente da MLS e de outras grandes ligas esportivas dos Estados Unidos, como a NBA e a Major League Baseball, cujos planos de retomar suas competições durante a pandemia de coronavírus não cogitam jogar em junho.

"Quando nosso país começa a reabrir com segurança e a se ajustar à nossa nova realidade coletiva (...) a NWSL tem o prazer de trazer o futebol profissional de volta aos Estados Unidos", disse Lisa Baird, comissária da liga em um comunicado. A NWSL Challenge Cup será um torneio de 25 jogos com rodada preliminar e playoffs, cuja final será disputada em 26 de julho. Os jogos acontecerão no Rio Tinto Stadium em Sandy e o Zions Bank Stadium em Herriman, ambos no estado de Utah, onde o acesso do público não será permitido.

As jogadoras da seleção dos Estados Unidos que venceram a Copa do Mundo de 2019, incluindo Megan Rapinoe (vencedora da Bola de Ouro de 2019), competem na NWSL, cuja liga de 2020 não pôde ser retomada devido à pandemia.

No entanto, muitas jogadoras da seleção ainda não decidiram se vão participar da NWSL Challenge Cup devido a preocupações relacionadas ao coronavírus, informou o Washington Post.

Leia também:
FIFPro diz que coronavírus ameaça crescimento do futebol feminino
Pandemia é uma 'ameaça quase existencial' para o futebol feminino


Dell Loy Hansen, proprietário da equipe do Utah Royals, disse que seu estado está pronto para sediar este campeonato e oferecer aos clubes um ambiente controlado contra a ameaça do vírus.

"Utah está preparado de maneira única para receber todas as nove equipes da NWSL e organizar um tremendo torneio", disse Hansen, que disse ter "total apoio" do governador (republicano Gary Herbert) e de especialistas médicos.

Dentro dos protocolos de prevenção", cada jogadora e cada membro essencial da equipe serão examinados 48 horas antes de sua partida para Utah e na chegada e serão submetidos a testes consistentes, medições de temperatura e revisão dos sintomas durante a sua estadia em Utah", disse a NWSL.

Utah ocupa o 34º lugar entre os estados com o maior número de casos de coronavírus, registrando mais de 8.600 infecções e mais de 100 mortes. A MLS, suspensa desde 12 de março, continua trabalhando em um plano de retorno aos gramados em julho, com equipes concentradas no complexo esportivo do parque de diversões da Disney World em Orlando, na Flórida.