Foliões aproveitam último domingo antes do Carnaval em Recife e Olinda

Mistura de ritmos embalou os brincantes nas duas cidades

Mistura de ritmos embalou os brincantes nas duas cidades

Mistura de ritmos embalou os brincantes nas duas cidades

Folha de Pernambuco

Milhares de foliões lotaram as ladeiras de Olinda, neste domingo (16), o último antes do Carnaval. Quando a orquestra passava todos se contagiavam pelo som do frevo e dançavam quase como se tivessem ensaiado uma coreografia. No Recife Antigo a folia também foi garantida. Axé, samba e maracatu foram alguns dos ritmos que fizeram os brincantes sentirem um gostinho do que está por vir. Já no clima da festa, muitas pessoas não aguentaram esperar o reinado de Momo começar e já usaram suas fantasias.

Um grupo de turistas do Rio Grande do Sul que vieram pela primeira vez a Pernambuco aproveitaram os últimos dias da viagem para conhecer as prévias da Cidade Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade. Animada com a folia, a biomédica Nathália Xavier, 32 anos, comprou até uma sombrinha de frevo. "Eu sempre quis conhecer o Carnaval de Olinda, os bonecos gigantes. Infelizmente, não consegui vê-los desta vez, mas no próximo ano quero voltar para curtir de fato o Carnaval pernambucano", falou.

Leia também:
Pluralidade de culturas marca o Carnaval de Pernambuco
Antonio Nóbrega prepara espetáculo repleto de poesia para o abre do Carnaval do Recife


As amigas Amanda Duarte, 23, Bruna Izido, 26, Georgia Guilherme, 24, e Hannah Adassa, 29, contam que não perderam nenhum fim de semana das prévias de Olinda. Elas prometem abusar da criatividade para pensar nas fantasias que usarão na folia deste ano. Sem revelar detalhes elas falaram que vão usar a mesma fantasia. "As prévias são ótimas, deu para brincar com tranquilidade, mas nada se compara ao clima dos dias de Carnaval. Estamos ansiosas para que chegue logo", disse Bruna.

No Recife Antigo, o frevo dividiu espaço com outros ritmos agradando os mais diversos públicos. Enquanto na Avenida Marquês de Olinda um grupo anima os foliões com axé, na Avenida Rio Branco, o bloco lírico Eu Quero Mais relembrava os carnavais de antigamente. Um dos integrantes é o aposentado Eliude Crespo, 74. Ele conta que participar do bloco é uma experiência incomparável. "Desde meus 22 anos brinco Carnaval. É uma época de alegria que sempre me proporciona boas histórias", conta.

Contando os dias para o início dos dias oficiais de folia, o casal Valderik Silva, 53, e Adriana Silva, 36, disseram que todos os finais de semana fizeram questão de ir ao Recife Antigo para matar a saudade do Carnaval. "As apresentações culturais aqui são espetaculares. Não tem como não gostar", disse o corretor de seguros. "O Carnaval é uma festa que traduz a alma do nosso povo. É emocionante quando a gente escuta o frevo e se entrega ao ritmo", falou a auxiliar administrativo.