Guto elogia base, mas prega evolução nos próximos jogos

Treinador teve apenas quatro titulares à disposição para o Clássico dos Clássicos

Treinador teve apenas quatro titulares à disposição para o Clássico dos Clássicos

Treinador teve apenas quatro titulares à disposição para o Clássico dos Clássicos

Folha de Pernambuco

Com oito atletas formados nas categorias de base do Sport, com três deles ganhando a primeira oportunidade no profissional justamente em um Clássico dos Clássicos (Ewerthon, Alessandro e Vicente), o Leão segurou um empate em 1x1 com o Náutico, nos Aflitos, na estreia do Campeonato Pernambucano 2020 – com um a menos, diga-se, já que Sander foi expulso no início do segundo tempo. Na avaliação do técnico Guto Ferreira, a garotada teve bom desempenho, mas ainda pode evoluir.

“Jogamos dentro da casa do adversário, com o time campeão da Série C. Nós entramos com meninos de 19, 20 anos e apenas quatro titulares (Sander, Willian Farias, Adryelson e Maílson). Fizemos uma partida fantástica, que me enche de orgulho e também enche o torcedor rubro-negro. Só acho que não devia acontecer agora (abertura do Estadual). Isso tira demais a qualidade do clássico, que poderia acontecer na sétima, oitava rodada”, afirmou. “É bom poder agregar jogadores e colocar em uma partida dessa magnitude. Traz alegria ver o que eles fizeram, mas precisam continuar evoluindo. Foi bom para esse jogo, mas precisam fazer isso de novo e cada vez melhor. Estará no grupo quem estiver pronto”, completou.

O Sport não escalou mais peças do time titular por conta de uma punição imposta pela Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) da CBF, que impediu a regularização de vários nomes até que a pendência financeira com o chileno Mark Gonzalez seja resolvida. A expectativa do clube é resolver o imbróglio até quarta (22), antes do jogo contra o Vitória, na Arena de Pernambuco, pela segunda rodada do Estadual.

Leia também:
Rubro-negros na bronca com arbitragem do clássico
Náutico e Sport ficam no 1x1 pelo Pernambucano

Show Player