Hospitais de campanha do Recife ganham reforço de novos profissionais

Prefeito do Recife Geraldo Julio anunciou nesta quinta-feira (30) a contratação de 802 novos profissionais de saúde

Prefeito do Recife Geraldo Julio anunciou nesta quinta-feira (30) a contratação de 802 novos profissionais de saúde

Prefeito do Recife Geraldo Julio anunciou nesta quinta-feira (30) a contratação de 802 novos profissionais de saúde

Folha de Pernambuco

O prefeito do Recife, Geraldo Julio, em anúncio realizado nesta quinta-feira (30) através das Redes Sociais, noticiou a contratação de 802 novos profissionais da saúde para atuação nos hospitais de campanha montados para receber pacientes diagnosticados com coronavírus.

A iniciativa integra as ações do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 estruturado pela gestão com o intuito de promover resoluções que visem ao combate à pandemia na Cidade. Com esse número, a Capital pernambucana chega a 2.148 pessoas atuantes na operação contra a doença.

"O ciclo da doença está acelerando, a contaminação crescendo e pessoas estão ficando doentes ao mesmo tempo, e isso ocorre em todo o País, que vê seu sistema de saúde pressionado. Com esses novos profissionais reforçamos o atendimento nos sete hospitais de campanha", ressaltou o prefeito durante o anúncio da contratação.

Leia também:
Isolamento social evitou cerca de 2 mil vítimas no Recife
Metroviários promovem doação de alimentos na sede do metrô do Recife
Fila por leito de UTI em Pernambuco chega a ter mais de 100 pessoas


Dos setes hospitais de campanha previstos pela prefeitura, seis deles estão em funcionamento e pelo menos 238 pacientes permanecem internados nos novos leitos criados.

"No Recife, digamos, 'pré-Covid', não havia leitos de terapia intensiva, exceto para atendimentos específicos como no Hospital da Mulher, por exemplo. Nos últimos 40 dias passamos a contar com 91 unidades de UTI criadas para o socorro às vítimas da doença e outra centenas de enfermaria. A meta do prefeito Geraldo Julio é chegar a mil leitos no total, e talvez até ultrapassar esse número", complementou o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, também durante a coletiva de anúncio das novas contratações.

Ainda de acordo com o secretário, as contratações dos profissionais ocorrem diretamente pela prefeitura ou por meio das Organizações Sociais e contam com pessoas advindas, também, de outros estados, principalmente do Nordeste a exemplo da Paraíba, Alagoas, Sergipe e Bahia. " Todos eles vêm para somar ou substituir os profissionais afastados diagnosticados ou suspeitos da Covid-19", explicou Jailson.

Também segundo ele, dos 1.223 médicos que atuam pela prefeitura do Recife, 169 estão afastados do trabalho com suspeita da doença. Já entre os enfermeiros, do total de 906, 146 não estão trabalhando por causa do coronavírus e dos 1.516 técnicos de enfermagem, 299 contraíram ou estão entre os casos suspeitos, totalizando, portanto, 866 profissionais afastados, incluindo outras  categorias.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

+ Coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo  + Coronavírus na Política + Coronavírus na Economia + Coronavírus em Diversão&Arte + Coronavírus no Esporte