Hospital da Restauração restringe visitas e presença de acompanhantes

Apenas terão direito a acompanhante os casos previstos de forma legal, como crianças, adolescentes, idosos e portadores de deficiência física

Apenas terão direito a acompanhante os casos previstos de forma legal, como crianças, adolescentes, idosos e portadores de deficiência física

Apenas terão direito a acompanhante os casos previstos de forma legal, como crianças, adolescentes, idosos e portadores de deficiência física

Folha de Pernambuco

Aumentando o rigor de medidas que visam combater a disseminação do novocoronavírus, o Hospital da Restauração restringiu a presença de acompanhantes e visitas em quase todos os casos dos pacientes internados na unidade. Miguel Arcanjo, diretor da unidade, alegou que apenas casos específicos terão direito à presença de acompanhantes no local. “Apenas os casos que possuem previsão legal, como crianças, adolescentes, idosos e portadores de deficiência física terão direito a acompanhante”, afirmou.

As visitas estão mantidas, mas os pacientes da unidade só poderão receber uma única visita por dia. Arcanjo recomendou ainda que só realize a visita aos enfermos quem esteja com a saúde apropriada. “Sabemos da importância da visita para as pessoas que estão internadas, mas pedimos a compreensão da família para que, nesse momento, apenas um faça a visita. E se a pessoa tiver com qualquer tosse ou sintoma gripal, a recomendação é que não venha ao hospital para visitar algum parente”, reforçou.

Além disso, o HR reduziu o número de estudantes pelos corredores da unidade. “Muitos estudantes e técnicos de enfermagem foram dispensados para seguirem a recomendação da quarentena. Permanecem conosco apenas os estudantes de 6º período de Medicina”, destacou Miguel.

Leia também:
Primeira paciente diagnosticada com coronavírus em Pernambuco tem cura clínica, anuncia secretário
Pernambuco pode decretar estado de calamidade pública e anuncia nova parcela do 13º
Saiba o que muda em Pernambuco por causa do coronavírus

A unidade segue com o funcionamento normal de todas as suas especialidades. Caso algum paciente contaminado com o Covid-19 esteja internado no Hospital e a necessidade clínica do paciente se enquadre no perfil da unidade, a Restauração seguirá com o paciente. “Se tivermos um paciente com o coronavírus e ele necessitar de uma especialidade oferecida por nós, ele continuará no Hospital, mas em isolamento, e essa condição será ainda mais complicada. Por isso, reforçamos a importância da quarentena para os que podem ficar em casa e do rigor na questão da visita aos pacientes”, finalizou Miguel Arcanjo.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

+ Coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo  + Coronavírus na Política + Coronavírus na Economia + Coronavírus em Diversão&Arte + Coronavírus no Esporte