'Jogo dos Sonhos' está longe da meta estipulada pelo Sport

Intenção do clube era que mais de 50 mil ingressos fossem vendidos para bater público da final do Estadual de 1998

Intenção do clube era que mais de 50 mil ingressos fossem vendidos para bater público da final do Estadual de 1998

Intenção do clube era que mais de 50 mil ingressos fossem vendidos para bater público da final do Estadual de 1998

Folha de Pernambuco

No último dia 23, o Sport informou que irá promover o "Jogo dos Sonhos". A partida de futebol virtual, que colocará frente a frente o time campeão brasileiro de 1987 e o elenco campeão da Copa do Brasil em 2008, está programada para acontecer neste domingo (10). Entretanto, uma das principais metas do departamento de marketing com a promoção do duelo está longe de ser batida: a quantidade de ingressos vendidos.

Além de matar a saudade do torcedor com os dois principais elencos da história do clube, o jogo virtual tem o intuito de captar receitas para pagar os funcionários do Leão. Porém, até a publicação da matéria, foram vendidos 1.550 ingressos para acompanhar o embate, e R$ 26.900,80 arrecadados. Deste montante, R$ 18.830,56 serão usados para quitar dívidas com os empregados leoninos, e R$ 8.070,24 terão como destino a instituição Novo Jeito, que atua no combate ao novo coronavírus.

Com ingressos entre R$ 10 e R$ 150, o Sport busca quebrar o recorde de público de um jogo do clube na Ilha do Retiro. Em 1998, 56.875 espectadores viram o Leão vencer a final do Pernambucano diante do Porto.

Com o cinto apertado, o Sport corre para ficar em dia com os funcionários e jogadores. Ao primeiro grupo, o time da Praça da Bandeira deve o mês de março e está perto de ver o mês de abril vencer no dia 10. Aos atletas do elenco, a situação é parecida, mas soma-se uma parte do mês de fevereiro.

Leia também:
Com cinto apertado, Sport admite conversas para redução salarial
Com 75% a menos da TV, Sport vê crise financeira crescer