Jorge Jesus garante foco no Flamengo, mas não projeta futuro

Treinador português foi campeão da Copa Libertadores da América e do Campeonato Brasileiro em dois dias

Treinador português foi campeão da Copa Libertadores da América e do Campeonato Brasileiro em dois dias

Treinador português foi campeão da Copa Libertadores da América e do Campeonato Brasileiro em dois dias

Folha de Pernambuco

Depois do Flamengo derrotar o Ceará e levantar a taça do Campeonato Brasileiro na quarta-feira (27), as atenções se voltaram ao técnico Jorge Jesus que, durante a entrevista coletiva. O treinador foi questionado sobre a permanência na Gávea ou não.

O português, que tem contrato válido até maio do ano que vem, ressaltou o foco na disputa do Mundial de Clubes e garantiu que não conversará com clube algum, nem com o próprio time rubro-negro, antes da disputa do torneio que pode fazer o Flamengo se tornar o melhor time do mundo.

"O meu foco é o Flamengo. Não há possibilidade de ter comunicação comigo sobre outro assunto. Falam que muitos clubes conversaram comigo. Até o Mundial não tem nada, não falo com ninguém, nem com o Flamengo", disse o treinador, que, por outro lado, apontou não ter certeza sobre o futuro:
"Não sei o que será do meu futuro depois do Flamengo. Sei que tenho contrato até maio. Depois, tudo pode acontecer."

O comandante, que chegou ao clube no meio do ano para substituir Abel Braga, ainda elogiou o elenco. "Nunca tive uma relação tão forte como tenho com a equipe do Flamengo. Sou treinador há 38 anos e encontrei um grupo que me ama. Nunca tive um grupo tão forte e confiante no treinador, nas minhas ideias".

Jesus destacou que dois dos três objetivos que tinha à frente do Flamengo foram cumpridos e que, agora, o time se prepara para o Mundial. "O que procuramos é sonhar. [...] Vamos pensar no dia a dia o que vai acontecer. Estou muito feliz no Flamengo. Temos 20 dias para preparar a equipe para o Mundial", apontou.

O técnico indicou que o Flamengo terá dificuldade no torneio, no qual poderá rever o atual vencedor da Liga dos Campeões, o Liverpool, da Inglaterra, que venceu na final do Mundial de 1981, e, novamente, avisou que só depois pensará sobre os próximos passos da carreira.

Leia também:
Com casa cheia, Flamengo faz jogo da taça contra o Ceará
Flamengo conquista o hexacampeonato brasileiro
Com dois de Gabigol, Fla bate River e fatura Libertadores


"Dos três objetivos do Flamengo, o Mundial é o mais difícil. Qualquer adversário na final será do mesmo nível ou melhor do que o Flamengo. Nada vai me desviar do pensamento e da minha paixão até meu último dia no Flamengo. Depois, vou pensar o que fazer da vida."

Ele brincou ainda com o fato de o time rubro-negro poder disputar a semifinal justamente contra o Al Hilal, da Arábia Saudita, time que comandou na última temporada. "O que é o destino? Vou fazer a semifinal contra o Al Hilal, time que eu montei todos os jogadores".