Juventude só venceu um dos últimos oito jogos fora de casa

Equipe gaúcha tem bons números como mandante, mas acumula desempenho tímido longe de Caxias

Equipe gaúcha tem bons números como mandante, mas acumula desempenho tímido longe de Caxias

Equipe gaúcha tem bons números como mandante, mas acumula desempenho tímido longe de Caxias

Folha de Pernambuco

Adversário do Náutico no duelo da volta das semifinais da Série C do Campeonato Brasileiro 2019, no domingo (22), nos Aflitos, o Juventude só venceu um dos últimos oito jogos que fez fora de casa na Série C 2019. Retrospecto que pode animar o Náutico no confronto que vale vaga na decisão do torneio.

Nesse recorte, o Juventude só venceu o Atlético/AC, por 2x0, ainda na fase de grupos. Além dessa partida, os gaúchos empataram com São José, Remo, Volta Redonda e Imperatriz e perderam para Tombemse, Ypiranga e Boa Esporte.

Contra o Náutico, o Juventude também precisará suprir duas lacunas: as saídas do seu principal jogador, Renato Cajá, e do técnico Marquinhos Santos. O atleta acertou com a Ponte Preta, reforçando o elenco da Macaca para a Série B, enquanto o treinador comandará a Chapecoense na Série A.

Leia também:
STJD marca para sexta julgamento envolvendo Paysandu e Náutico
Confira os melhores momentos da semifinal Juventude x Náutico

Com a derrota por 2x1 na ida, no Alfredo Jaconi, o Náutico precisa vencer por no mínimo dois gols de diferença para chegar à final diretamente. Um triunfo simples levará o confronto para as penalidades. Qualquer outro resultado garante o Juventude na decisão.