Folha de Pernambuco Latino é processado por calote de R$ 9 mil em hospital

Latino é processado por calote de R$ 9 mil em hospital

A instituição o acusa de calote por não ter pago algumas despesas médicas após alguns procedimentos em outubro de 2016

A instituição o acusa de calote por não ter pago algumas despesas médicas após alguns procedimentos em outubro de 2016

A instituição o acusa de calote por não ter pago algumas despesas médicas após alguns procedimentos em outubro de 2016

Folha de Pernambuco

O cantor Latino, 47, está sendo processado pelo Hospital Albert Einstein, em São Paulo. A instituição o acusa de calote por não ter pago algumas despesas médicas após alguns procedimentos em outubro de 2016. O processo pede o valor de R$ 9.375,52.

De acordo com documento da 41ª Vara Cível, o cantor não teria utilizado de plano de saúde e se disponibilizado em passar por um procedimento particular. A empresa estaria disposta a passar por audiência para resolver a questão desde que haja interesse das partes.

De acordo com o site Notícias da TV, Latino ainda não foi notificado, pois não foi encontrado. Em 2016, ele deu o endereço de um local no bairro paulistano de Vila Nova Conceição, mas não foi encontrado nesse bairro pelos oficiais. Latino mora no Rio de Janeiro.

Leia também:
Gretchen fica noiva de saxofonista após dois meses de quarentena
Aracy Balabanian deixa hospital após insuficiência respiratória


Procurado, Latino, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que ele e seu departamento jurídico desconhecem o caso.

Latino vai promover mais uma live musical no próximo dia 10 de junho. A live contará com a participação de Nelson Freitas como mestre de cerimônias.

No começo de maio, ele causou oura polêmica ao mostrar interesse em sortear um cão para o seguidor que melhor dançasse a sua música. Depois, com a repercussão negativa e com a entrada da ambientalista Luisa Mell na história, ele pediu desculpas.

Últimas