Folha de Pernambuco Lucilo Varejão Neto toma posse da Academia Pernambucana de Letras (APL)

Lucilo Varejão Neto toma posse da Academia Pernambucana de Letras (APL)

Acadêmico diz que presidência 'é uma honra enorme' e foi integrante da diretoria da gestão anterior, comandada por Margarida Cantarelli

Acadêmico diz que presidência 'é uma honra enorme' e foi integrante da diretoria da gestão anterior, comandada por Margarida Cantarelli

Acadêmico diz que presidência 'é uma honra enorme' e foi integrante da diretoria da gestão anterior, comandada por Margarida Cantarelli

Folha de Pernambuco
A Academia Pernambucana de Letras (APL) completa, hoje, 119 anos e celebra seu aniversário com sessão solene comemorativa. Na ocasião, além do lançamento da Revista da Academia (volume 48) e da entrega dos diversos prêmios literários promovidos pela instituição em 2019, haverá a posse do seu novo presidente, Lucilo Varejão Neto.
Filho e neto de membros da APL, Lucilo tem uma longa história com a instituição e foi membro da diretoria que compunha a gestão que está sendo concluída, comandada por Margarida Cantarelli. "Assumir a presidência da Academia Pernambucana de Letras é uma honra enorme para qualquer acadêmico e também um desafio muito grande. Ela é hoje uma das mais importantes do País, além de ter a sede mais bela entre todas as outras. Mas o grande desafio é fazer com que ela continue de portas abertas e recebendo todos aqueles que se interessam pela literatura. Tudo o que foi feito pelos últimos presidentes, como Waldênio Porto, Fátima Quintas e Margarida Cantarelli, foi um trabalho extraordinário. Atualmente, a Academia se apresenta para Pernambuco como uma das casas de Cultura mais importantes do Estado. Mas, apesar dessa importância, a instituição tem um grande problema, que é não ter renda própria. Nós dependemos muito dos próprios acadêmicos, do governo e de parcerias", afirma Lucilo.

Leia também:
Lucilo Varejão Neto será o novo presidente da Academia Pernambucana de Letras (APL)
Lucilo Varejão Neto tomará posse na APL na segunda-feira
Academia Pernambucana de Letras homenageia Lucilo Varejão Filho
Academia Pernambucana de Letras divulga vencedores de seu Prêmio 2019

Margarida Cantarelli, que está prestes a repassar para Lucilo a presidência da APL, ocupou o cargo por duas gestões consecutivas. O período ficou marcado por uma vasta reforma, que readequou o espaço físico da APL aos dias atuais. Além da recuperação da casa e do mobiliário, o Museu foi reorganizado e uma série de eventos foi programada para trazer o público para dentro da APL.

"Quanto mais aberta e disponível for a APL, maior a contribuição vai estar dando à sociedade", pontua Cantarelli. "A dificuldade financeira infelizmente será o grande desafio da próxima gestão. Sempre trabalhamos em harmonia, porque se não estivermos unidos, dificilmente se conseguiria ir adiante. O amor à APL tem feito conseguir transformar o pouco em muito", relata a imortal, que assume novo desafio em 2020, como diretora de comunicação do Real Hospital Português.
As categorias de prêmios que serão entregues durante a cerimônia são seis: Prêmio Antônio de Brito Alves (Ensaio), Prêmio Edmir Domingues (Poesia), Prêmio Vânia Souto Carvalho, (Ficção), Prêmio Amaro Quintas (História de Pernambuco) e Prêmio Elita Ferreira (Literatura Infantojuvenil). O Prêmio Leonor Carolina Corrêa de Oliveira (Municípios Pernambucanos) foi destinado para os livros publicados no ano de 2018.

Últimas