Morre o músico Edwin de Olinda em hospital público do RJ

Aos 51 anos, o percussionista faleceu às 3h30 da madrugada desta quarta-feira (5)

Aos 51 anos, o percussionista faleceu às 3h30 da madrugada desta quarta-feira (5)

Aos 51 anos, o percussionista faleceu às 3h30 da madrugada desta quarta-feira (5)

Folha de Pernambuco

Morreu, na madrugada desta quarta-feira (5), mais precisamente às 3h30, no hospital público Miguel Couto, no Rio de Janeiro, o percussionista Edwin Barbosa, mais conhecido como Edwin de Olinda. A informação foi divulgada pelo filho do músico, Edwin Santos, em rede social. "Morreu aguardando um reconhecimento de vínculo empregatício com o cantor ALCEU VALENÇA, a quem se dedicou exclusivamente por 26 anos e que levou a cultura popular de Olinda e de Pernambuco para o mundo", diz trecho da publicação, que informa, ainda, tramitação de processo relativo ao caso no TRT 6, desde 2014. "A iniciativa de dar entrada no processo deu-se a partir da gradativa exclusão dos shows em virtude da sua doença (diabetes severo), com histórico de amputações de membros inferiores", explica Santos.

Ainda segundo a publicação, Edwin de Olinda estava internado há dois meses, "após internações seguidas num período de 6 meses". O músico ainda enfrentava processo de hemodiálise diariamente, em luta contra uma bactéria hospitalar. "Faleceu no hospital sem ter direito a uma assistência devida por não ter recursos para custear seu tratamento. O músico não teve direito a uma aposentadoria para garantir sua dignidade e integridade física por não ter registro em carteira profissional dos anos trabalhados para o cantor Alceu Valença e Tropicana produções", denuncia o filho. "Hoje os tambores silenciam em reverência a sua partida! Edwin de Olinda deixou um filho e uma companheira que aguardam e esperam que a justiça humana ou divina sejam feitas", finaliza.

Lamentos

A vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos, usou a sua conta oficial no Twitter para prestar suas condolências. "Perdemos hoje Edwin de Olinda, figura muito querida e indissociável da cena local, músico genuinamente olindense, um dos grandes da nossa cultura. É uma perda enorme para todos nós. À família e aos amigos, meu abraço de pesar. O artista se foi. Mas seguiremos ouvindo seu afoxé".

A mesma rede social também foi usada para o mesmo fim pelo prefeito de Olinda, Professor Lupércio: "Edwin de Olinda tinha um talento marcante e levava a cultura da nossa cidade para o mundo inteiro. Foi com muito pesar que recebi a notícia do seu falecimento. Que Deus conforte a família e amigos neste momento tão difícil".