Folha de Pernambuco Motorista de aplicativo acusado de estuprar universitária é preso em SP

Motorista de aplicativo acusado de estuprar universitária é preso em SP

O condutor, de 47 anos, é acusado de estuprar uma universitária de 20 anos, no trajeto até a casa dela, na zona leste de SP

O condutor, de 47 anos, é acusado de estuprar uma universitária de 20 anos, no trajeto até a casa dela, na zona leste de SP

O condutor, de 47 anos, é acusado de estuprar uma universitária de 20 anos, no trajeto até a casa dela, na zona leste de SP

Folha de Pernambuco

A polícia prendeu na manhã desta terça-feira (3) o motorista de aplicativo suspeito de estuprar uma passageira, no último dia 25, após ela embarcar no veículo, em Pinheiros (zona oeste de SP).

O condutor, de 47 anos, é acusado de estuprar uma universitária de 20 anos, no trajeto até a casa dela, na zona leste de SP. A jovem contou ao Agora que havia bebido e se lembrava apenas do motorista com as calças abaixadas, perto dela, no banco traseiro do veículo.

Leia também:
Uber termina 2019 com prejuízo de US$ 8,5 bilhões
Com aplicativos de transporte, pessoas bebem mais, mas morrem menos no trânsito
Aplicativos de transporte criam campanhas contra abuso sexual no Carnaval


O motorista foi indiciado por estupro de vulnerável na noite de domingo (1º), após se apresentar à polícia e prestar depoimento. Ele disse que a jovem o havia "seduzido" e negou o crime. O pedido de prisão temporária foi expedido na manhã desta terça. Segundo a polícia, ele foi detido na região do Tatuapé (zona leste de SP).

OUTRO LADO
A 99 afirmou que, assim que soube sobre a "grave denúncia" feita pela passageira, excluiu o colaborador do aplicativo. Uma equipe também foi escalada para acompanhar o caso junto à vítima.

"A plataforma lamenta profundamente o caso e reitera que repudia veementemente esse tipo de violência. Temos uma política de tolerância zero em relação a isso", diz trecho de nota.

O aplicativo disse ainda que oferece um "kit de segurança" que disponibiliza a opção de compartilhar a rota a ser feita pelos usuários, com contatos de confiança da pessoa.

Qualquer abuso, acrescentou, deve ser imediatamente denunciado por meio do aplicativo ou pelo telefone 0800-8888999.

Últimas