Nadal desbanca Djokovic e recupera liderança no ranking da ATP

Apesar da desclassificação precoce no Masters 1000 de Paris, o tenista espanhol retorna ao posto máximo no ranking

Apesar da desclassificação precoce no Masters 1000 de Paris, o tenista espanhol retorna ao posto máximo no ranking

Apesar da desclassificação precoce no Masters 1000 de Paris, o tenista espanhol retorna ao posto máximo no ranking

Folha de Pernambuco

Rafael Nadal recuperou o trono do tênis mundial no ranking da ATP divulgado nesta segunda-feira, desbancando Novak Djokovic, que terá sua última oportunidade de terminar o ano como número 1 no Masters de Londres (ATP Finals), onde o espanhol não tem sua participação garantida devido a sua lesão abdominal.

O espanhol cedeu o 1° lugar a Djokovic há praticamente um ano, no dia 29 de outubro de 2018, após desistir de jogar o Masters 1000 de Paris e o ATP Finals de Londres devido às contusões.

Mais uma vez os problemas físicos podem custar seu reinado. No sábado ele anunciou seu abandono do Masters 1000 de Paris, antes de disputar as semifinais, devido a um problema abdominal. Djokovic já o esperava na final, onde acabou vencendo com autoridade o canadense Denis Shapovalov.

Leia também:

Djokovic bate Shapovalov e é campeão do Masters 1000 de Paris

Nadal avança às quartas em París-Bercy e Zverev é eliminado 

"No momento tenho que me recuperar e em função disso veremos o calendário. Esperamos que possa jogar em Londres (Masters, 10-17 novembro), é o objetivo. Mas não posso especular, neste momento meu único objetivo é me recuperar", disse ele no sábado.

Até segunda-feira, 18 de novembro, Nadal tem garantido o número 1, o que fará com que chegue às 200 semanas no total no topo da lista. Na frente dele estão Roger Federer (310), Pete Sampras (286), Djokovic (275), Ivan Lendl (270) e Jimmy Connors (268).

Djokovic, que ganhou pela quinta vez em Paris, perdeu seu posto depois que seus pontos conquistados no ano passado em Londres foram descontados. O brasileiro Thiago Monteiro subiu uma posição e aparece no Top 100, em 88°.