Nova York pode ter milhares de mortos a mais do que o número oficial, diz estudo

Governo local contabilizou 13.831 óbitos provocados direta ou indiretamente pela Covid-19

Governo local contabilizou 13.831 óbitos provocados direta ou indiretamente pela Covid-19

Governo local contabilizou 13.831 óbitos provocados direta ou indiretamente pela Covid-19

Folha de Pernambuco

O número de mortes por coronavírus na cidade de Nova York pode ser milhares a mais do que a contagem oficial do governo local, afirmou o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos em um relatório divulgado nesta segunda-feira(11).

Cerca de 24.172 pessoas a mais do que o estimado morreram na Big Apple entre 11 de março e 2 de maio, segundo a análise do CDC.

Leia também:

Três regiões de Nova York vão reabrir gradualmente

Taxa de desemprego dos Estados Unidos tem pior resultado desde a Grande Depressão 

Durante esse período, a cidade confirmou que 13.831 pessoas morreram por Covid-19 e 5.048 mortes prováveis pela doença, num total de 18.879 óbitos relacionados ao vírus.

"Outros 5.293 óbitos não identificados como confirmados ou prováveis associados ao COVID-19 podem ter sido direta ou indiretamente atribuídos à pandemia", afirmou o relatório.

O estado de Nova York foi o mais atingido pelo surto nos Estados Unidos, com mais de 26.600 mortes declaradas, de acordo com uma contagem da Universidade Johns Hopkins. 

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

+ Coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo  + Coronavírus na Política + Coronavírus na Economia + Coronavírus em Diversão&Arte + Coronavírus no Esporte