OMS registra recorde diário de casos da Covid-19 no mundo

Nas últimas 24 horas, foram reportados 106 mil casos, concentrados basicamente em sete países, incluindo o Brasil

Nas últimas 24 horas, foram reportados 106 mil casos, concentrados basicamente em sete países, incluindo o Brasil

Nas últimas 24 horas, foram reportados 106 mil casos, concentrados basicamente em sete países, incluindo o Brasil

Folha de Pernambuco

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reportou, nesta quarta-feira (20), o maior número de casos da Covid-19 em um único dia desde o início da pandemia, particularmente em sete países - Estados Unidos, Brasil, Rússia, Arábia Saudita, Índia, Peru e Catar.

"Ainda temos um longo caminho a percorrer nesta pandemia da Covid-19. Nas últimas 24 horas, 106 mil casos foram reportados à OMS, a cifra mais alta em um único dia desde o início da pandemia", alarmou-se o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus. "Cerca de dois terços destes casos foram declarados em quatro países", completou ele, em coletiva de imprensa virtual em Genebra.

Tedros não informou os países, mas segundo o último informe da OMS, publicado em sua página na Internet, trata-se de Estados Unidos, Rússia, Brasil e Arábia Saudita, seguidos de Índia, Peru e Catar. "Estamos muito preocupados com o número crescente de casos nos países com renda baixa ou média", onde o sistema de saúde "tem dificuldades ou é inexistente e as medidas de distanciamento físico são mais difíceis de aplicar", destacou Tedros.

Leia também:
Brasil se aproxima dos 300 mil casos da Covid-19
Entidades médicas vão à Justiça contra o uso da cloroquina para tratar Covid-19
OMS recomenda que cloroquina só seja usada em experimentos, sob supervisão

Estes países são de fato mais vulneráveis no campo econômico ao desmoronamento das trocas comerciais e dos deslocamentos internacionais, que os privam em particular da receita turística indispensável.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) avaliou, nesta quarta-feira, em um relatório que o índice de desenvolvimento humano, que mede a educação, a saúde e a qualidade de vida, está recuando este ano pela primeira vez em várias décadas, devido a consequências sanitárias, sociais e econômicas da pandemia.

Em breve será alcançada a marca dos cinco milhões de casos no mundo, disse Michael Ryan, encarregado de emergências sanitárias da OMS. Surgida na China no fim de 2019, a pandemia do novo coronavírus matou mais de 325 mil pessoas, segundo balanço da AFP.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

+ Coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo  + Coronavírus na Política + Coronavírus na Economia + Coronavírus em Diversão&Arte + Coronavírus no Esporte