Paulista investirá R$ 5 milhões em turismo em 2020

Cidade da Região Metropolitana do Recife busca se tornar a principal cidade da rota turística do Litoral Norte

Cidade da Região Metropolitana do Recife busca se tornar a principal cidade da rota turística do Litoral Norte

Cidade da Região Metropolitana do Recife busca se tornar a principal cidade da rota turística do Litoral Norte

Folha de Pernambuco

Situada na Região Metropolitana do Recife, a cidade do Paulista possui 14km de praias, além da pegada urbanísticas. Para além das festas, o município quer se tornar o principal ponto turístico do Litoral Norte, com um investimento de R$ 5 milhões para o turismo em 2020.

A verba do local será destinada para a formação e capacitação de mão de obra juntamente com o Sebrae, além de novos eventos para as orlas do Janga e também de Maria Farinha. Secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Cultura, Jorge Rocha, falou sobre os investimentos da atual gestão para o município. "Temos um plano de gestão de turismo junto com a Empetur e temos uma discussão com os municípios do Litoral Norte", comenta.

Uma das atividades para movimentar o turismo na região é o Viva Orla, que irá para a segunda edição com artistas locais, feira de artesanato e comida. Além disso, o poder público discute com empresários locais para a retomada do trade hoteleiro na região.

A missão é transformar Paulista na principal cidade do Litoral Norte. "Temos estrutura para fazer grandes eventos por aqui e trazer turistas para a nossa região", completa Rocha.

Além das rotas turísticas, o investimento em infraestrutura também acontece no Janga e em Maria Farinha, como na primeira, que receberá novos bancos e novos empreendimentos como pousadas e restaurantes, além de câmeras de segurança.

Leia também:
Itapissuma busca entrar na rota do turismo em Pernambuco
Com praias e ecoturismo, Goiana busca maior investimento
Litoral Norte: uma rota a ser explorada 

"Queremos também fazer o Rio Timbó e o turismo radical, mas isso estamos discutindo com as marinas", afirma Rocha, que também manifestou o desejo em retomar as competições de vela no local.