Folha de Pernambuco PCR anuncia mais 48 leitos para casos da Covid-19 no Recife

PCR anuncia mais 48 leitos para casos da Covid-19 no Recife

Hospital Evangélico de Pernambuco também contará com mais 10 leitos de UTI

Hospital Evangélico de Pernambuco também contará com mais 10 leitos de UTI

Hospital Evangélico de Pernambuco também contará com mais 10 leitos de UTI

Folha de Pernambuco
O plano de contingência do Recife conta agora com a abertura de mais 48 leitos no Hospital Evangélico de Pernambuco, localizado no bairro da Torre. Com isso, a cidade soma 234 leitos abertos. A execução do plano prevê cerca de mil leitos destinados a pacientes da Covid-19, com mais de 300 destes equipados como Unidade de Terapia Intensiva (UTI) própria para tratamento de casos da doença. Até esta terça-feira (14) a cidade conta com 31 UTIs aptas para uso, 25 delas já ocupadas, de acordo com o prefeito Geraldo Julio. 
Cerca de 200 profissionais foram contratados para reforçar a equipe do hospital, que já era uma unidade conveniada à gestão municipal, e outros 40 médicos serão contratados através de um edital que já está disponível no site da Prefeitura do Recife. Assim como os hospitais municipais, o Hospital Evangélico de Pernambuco também suspendeu as cirurgias eletivas e realizou adequações para receber pacientes com o novo coronavírus. 
A unidade filantrópica não será “porta aberta”; só receberá pacientes encaminhados pela Central de Regulação. O Hospital Evangélico de Pernambuco contará ainda com 10 leitos de UTI, para pacientes graves. A Prefeitura vai arcar com todos os custos da área para atendimento aos pacientes infectados pelo novo coronavírus. 

Leia também: 
Espanha supera 18 mil mortes por coronavírus
Mortes causadas por coronavírus passa de 120 mil

Para consumar o plano de contingência a Prefeitura do Recife precisou cortar despesas e direcionar os custos para a criação de novos leitos. A gestão cortou R$ 180 milhões em despesas com revisão de contratos de prestação de serviço, consultorias, locação de veículos, combustível, energia elétrica, materiais de consumo, além de novos aluguéis, passagens aéreas e diárias. O valor da economia também foi destinado para compra de dez mil equipamentos médico-hospitalares para os hospitais de campanha, adquirir mais de um milhão de itens de Equipamentos de Proteção Individual (EPIS), como respiradores, e reforçar a rede municipal com a contratação de mais de 600 profissionais para enfrentamento à pandemia.

Nesta terça-feira (14) novas medidas de restrição e controle de pessoas em bancos e supermercados foram estabelecidas pela Prefeitura do Recife. O intuito é assegurar a única estratégia comprovada para conter propagação da doença: o isolamento social. “Hoje já poderíamos ter milhares de pessoas contaminadas com casos confirmados em exames, mas o isolamento impediu que isso acontecesse. Então é muito importante que a gente consiga ampliar o isolamento e, de outro lado, aumentar o atendimento à saúde”, ressaltou o prefeito.

Além de salientar a importância do isolamento social e tomar medidas que assegurem um melhor acesso à saúde, Geraldo Júlio ressaltou o trabalho realizado por agentes endêmicos na cidade. “Estamos fazendo também uma grande ação de desinfecção na cidade, que envolve 177 agentes de endemia, já conhecidos pela população devido às ações de combate à dengue, agora empenhados no trabalho de desinfecção de 504 pontos da cidade, entre paradas e terminais de ônibus, unidades de saúde, além de hospitais de referência e unidades de atendimento social."

Últimas