Pernambucano João Lucas Reis fatura ITF de Cancún

Este é o segundo título do prodígio de 19 anos no torneio da cidade mexicana e o terceiro de alto nível na sua carreira ao todo

Este é o segundo título do prodígio de 19 anos no torneio da cidade mexicana e o terceiro de alto nível na sua carreira ao todo

Este é o segundo título do prodígio de 19 anos no torneio da cidade mexicana e o terceiro de alto nível na sua carreira ao todo

Folha de Pernambuco

O pernambucano João Lucas Reis cravou seu nome pela segunda vez na história do ITF de Cancún, após bater o argentino Maximiliano Estevez na final da categoria M15, no último domingo. João Lucas triunfou diante do rival por 2 sets a 0 - confirmando o favoritismo projetado - e sobe três posições no ranking da ATP, sendo o atual 613º no mundo. Este é o segundo título do prodígio de 19 anos no torneio da cidade mexicana e o terceiro de alto nível na sua carreira ao todo.

Mesmo sem perder nenhum set, o jovem tenista precisou se remexer para alcançar a boa vantagem. O primeiro foi decidido apenas no tie-break, quando houve uma quebra para cada lado e sucedeu uma verdadeira batalha. Depois de pegar o set point no 7 a 6, Estevez errou mais e caiu diante de João Lucas por 13 a 11. No segundo set, por sua vez, o pernambucano manteve a tranquilidade em boa parte dos games e fechou em 6/1 para levantar o caneco.

O técnico Marinaldo Gomes, mais conhecido como Nadinho, acompanhou os primeiros passos de João Lucas e mostra confiança na sua evolução após o triunfo em Cancún. “A expectativa é ver ele se tornando um dos melhores do mundo, tem muito potencial”, exaltou. Nadinho relembra alguns pontos que já indicavam seu padrão de jogo atual. “Era possível observar um estilo muito agressivo e que não dá oportunidades para o adversário”, apontou.

Leia também:
Suspensa, Bia Haddad trocou tênis por violão e família
Tenista João Souza, o Feijão, é banido do tênis pelo resto da vida por manipulação de partidas

Últimas