Pernambucano terá VAR a partir das quartas

Tecnologia do árbitro de vídeo será bancada por um patrocinador, garantiu o presidente da FPF, Eduardo Carvalho

Tecnologia do árbitro de vídeo será bancada por um patrocinador, garantiu o presidente da FPF, Eduardo Carvalho

Tecnologia do árbitro de vídeo será bancada por um patrocinador, garantiu o presidente da FPF, Eduardo Carvalho

Folha de Pernambuco

O Campeonato Pernambucano 2020 terá o recurso do árbitro de vídeo (VAR) a partir das quartas de final. A informação foi confirmada pelo presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho. O mandatário apontou que o sistema será financiado por uma empresa de apostas online (Estadium Bet), que terá o “naming rights” do torneio.

"Já iniciamos as vistorias em todos os estádios daqui para implantar o VAR no padrão Fifa, da mesma forma que é utilizado na Copa do Brasil. Na Arena de Pernambuco é mais simples por conta da estrutura, mas ainda precisamos checar como será outros estádios, como Aflitos, Ilha, Arruda...Todos terão, mas em cada um será preciso adequar, podendo gastar mais ou menos", afirmou Evandro.

No Campeonato Pernambucano de 2017, as finais entre Sport e Salgueiro tiveram o VAR tanto na Ilha do Retiro como no Cornélio de Barros. No reduto leonino, o recurso ajudou na marcação de um pênalti para o Carcará. Na casa dos sertanejos, os mandantes tiveram um gol invalidado após a imagem ser analisada pelo árbitro de vídeo. Em ambos os casos houve polêmica por conta das marcações.

Em 2019, o Náutico reclamou da ausência do VAR nas finais do Estadual. O Timbu foi prejudicado no jogo de ida, nos Aflitos, sofrendo um gol irregular na derrota por 1x0 para o Sport, nos Aflitos. Na ocasião, Evandro Carvalho afirmou que não houve “tempo hábil” para a implantação da tecnologia na decisão.

Leia também:
Indicados por Dal Pozzo, Marcão e Rafael são apresentados no Náutico
FPF quer VAR nas quartas de final da Série C