Pesquisa do Porto Digital aponta otimismo no setor de TI

Pesquisa com 68 empresas do parque tecnológico revela que 48% devem ter faturamento melhor este ano, apesar da pandemia

Pesquisa com 68 empresas do parque tecnológico revela que 48% devem ter faturamento melhor este ano, apesar da pandemia

Pesquisa com 68 empresas do parque tecnológico revela que 48% devem ter faturamento melhor este ano, apesar da pandemia

Folha de Pernambuco

Uma pesquisa realizada pelo Núcleo de Gestão do Porto Digital observou que, mesmo em meio a pandemia do novo coronavírus, 48% das empresas deverão ter um faturamento melhor que o ano de 2019. O otimismo se mostra ainda maior nas grandes empresas incubadas no parque tecnológico, onde 67% delas afirmaram quem 2020 será um ano melhor de faturamento.

A pesquisa foi realizada com 68 empresas do Porto, entre os dias 30 de abril e 8 de maio. O levantamento observou ainda que, mesmo com 93% das empresas migrando para o modelo home office, 46% delas ainda estão contratando. Das contratações feitas, 12% são por conta de demandas de projetos relacionados à pandemia do novo coronavírus; 29% mantiveram o volume de contratações em relação ao período antes da crise e 5% conseguiram um pico de contratações.

Apesar disso, as empresas também encontram obstáculos durante a pandemia. 93% delas afirmam ter dificuldade em fechar novos negócios, sendo esse o principal impacto. Além disso, o cancelamento de contratos é algo que afeta majoritariamente as pequenas empresas, que têm um faturamento de até R$ 5 milhões; Esse problema atinge 25% das grandes empresas, aquelas que faturam acima de R$ 40 milhões.

Outro obstáculo enfrentado diz respeito à saúde mental dos funcionários. Cerca de 40% das empresas passam por essa dificuldade, enquanto outras 31% afirmam não ter esse problema na pandemia. Apenas 16% declararam não ter queda de produtividade.

Leia também:
Empresa de tecnologia oferece treinamento gratuito para quem faz trabalho home office
Google e Apple lançam tecnologia que notifica contato com contaminado por coronavírus


Segundo o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena, o levantamento aponta para um otimismo do setor, que conseguiu se adaptar em alguns pontos. “Já esperávamos que a dificuldade de fechar negócios seria um problema, você precisa de um contato pessoal, de trabalhar juntos. O otimismo é importante, e a maioria espera ficar como está ou melhorar o faturamento, porque a procura pelo segmento tecnológico aumentou e deve aumentar ainda mais depois que a pandemia passar”, disse.

Para o período pós-pandemia, 91% das empresas de base tecnológica acreditam que mais oportunidades vão surgir para o setor de tecnologia da informação. Pierre aponta ainda que a tecnologia serve como uma aliada nesse período para outros segmentos. “É um setor que apresenta uma alta para auxiliar outros setores da economia. As empresas recorrem para melhorar a atuação e descobrir novas formas de se reinventar em um momento que depende muito da modernização do negócio”, afirmou o presidente do parque tecnológico.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

+ Coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo  + Coronavírus na Política + Coronavírus na Economia + Coronavírus em Diversão&Arte + Coronavírus no Esporte