Primeira fase de campanha contra gripe se encerra nesta quarta-feira

Algumas cidades da Região Metropolitana do Recife (RMR) não têm mais doses em estoque

Algumas cidades da Região Metropolitana do Recife (RMR) não têm mais doses em estoque

Algumas cidades da Região Metropolitana do Recife (RMR) não têm mais doses em estoque

Folha de Pernambuco

Encerra-se nesta quarta-feira (15) a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe. Na Região Metropolitana do Recife (RMR) muitas cidades bateram a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde de imunizar 90% do público-alvo que neste caso são idosos e trabalhadores da saúde. Alguns municípios, porém, não tem doses para continuar a vacinação e aguardam a chegada dos insumos.

Recife é uma das cidades que por enquanto não terá como dar continuidade à imunização. A Secretaria de Saúde da Capital informou que vacinou mais de 90% do público-alvo, mas até a noite desta terça (14) não havia recebido novas doses. Olinda também alcançou a meta e no grupo dos idosos, mais de 40 mil foram vacinados, o que representa 90,66% do total de 44.687. A Secretaria de Saúde informou, por nota, que as 20 últimas doses foram utilizadas nesta terça.

Leia também:
China autoriza testes clínicos de novas vacinas contra coronavírus
Pernambuco vacina mais de 800 mil idosos contra a gripe


Em Paulista a realidade não muda. A cidade não tem mais doses no estoque, mas conseguiu imunizar 30,4 mil idosos e 4,9 profissionais de saúde, o equivalente a 100,3% e 115% do público-alvo, respectivamente. Já em Jaboatão dos Guararapes a situação está um pouco melhor, pois ainda há algumas vacinas disponíveis. Apesar de não informar o número exato de doses ainda existentes no estoque, a assessoria de imprensa do município orientou os interessados a procurarem o posto de saúde mais próximo de casa.

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que nesta terça-feira (14) chegaram mais vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde e nesta quarta (15) começam a ser distribuídas aos municípios pernambucanos.

Na segunda etapa da campanha, que começa quinta (16), entram os profissionais das forças de segurança e salvamento, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo, portadores de doenças crônicas e outras condições clínicas especiais, além de pessoas privadas de liberdade, profissionais do sistema prisional e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas. A campanha continuará até 22 de maio.