Retrospectiva 2019: confira os destaques da tecnologia no ano

Chegada dos gigantes chineses no Brasil e o anúncio do 5G receberam os holofotes durante o ano

Chegada dos gigantes chineses no Brasil e o anúncio do 5G receberam os holofotes durante o ano

Chegada dos gigantes chineses no Brasil e o anúncio do 5G receberam os holofotes durante o ano

Folha de Pernambuco

A palavra de 2019 no mundo da tecnologia é revolução. Com vários lançamentos e “viradas de chave”, os novos aparelhos e recursos apresentados pelas empresas definiram o ano. Desde a chegada dos chineses ao Brasil (como Xiaomi e Huawei) até novos serviços de streaming, as novas tecnologias mudaram o dia-a-dia do brasileiro em 2019.

Confira uma lista com os principais destaques do ano:

Smartphones

O ano de 2019 foi marcado pela chegada em peso das principais companhias chinesas ao mercado brasileiro. A Xiaomi, por exemplo, abriu sua primeira loja no Brasil em julho, com alguns dos seus mais famosos aparelhos, desde smartphones até acessórios como fones de ouvido (AirDots) e smartwatches (Mi Band).

A empresa chegou a abrir uma segunda loja, em São Paulo, em novembro deste ano. Além da própria comercialização física, parceiras como a Amazon comercializam os produtos pela internet.

Além dela, outra chinesa, a Huawei, também chegou ao mercado brasileiro em 2019. A empresa trouxe também celulares potentes como a linha P30, além de quiosques espalhados pelo País.

A Huawei, pelo mundo, também protagonizou um embate comercial com os EUA, que acusaram a empresa de espionagem. O resultado foi um embargo dos norte-americanos com os chineses.

Já consolidada no mercado brasileiro, a Apple apresentou mais uma linha de smartphones em 2019. A empresa lançou o iPhone 11, tanto na versão mais básica quanto na versão Pro. O grande diferencial foram as potentes câmeras, com três lentes no melhor aparelho apresentado pela companhia.

5G

Muito da revolução apresentada em 2019 está no anúncio do 5G. A apresentação da nova tecnologia, o futuro do 4G, trouxe novas possibilidades em termos de conexão. Em locais como Reino Unido e Coreia do Sul, o 5G permitiu uma conectividade mais rápida do usuário com a internet, além de menor consumo de bateria.

Porém, um grande diferencial está na quantidade de pessoas que utilizam. Isso porque o 5G permite que mais usuários se conectem a um mesmo ponto, o que facilitaria em eventos como o Rock In Rio, por exemplo, que teve a tecnologia como teste.

Para o Brasil, no entanto, a tecnologia deverá demorar um pouco para chegar ao mercado comercial. A Anatel definiu este ano o modelo da licitação para a banda de 5G no Brasil, mas a expectativa das empresas é que o processo tenha continuidade apenas em 2021.

Lei Geral de Proteção aos Dados

Com grande debate, a Lei Geral de Proteção aos Dados foi assunto em 2019, às vésperas de sua implantação no Brasil. A Lei nº 13.709/2018, é a legislação brasileira que regula as atividades de tratamento de dados pessoais.

Com previsão de início de vigência em agosto de 2020, a lei define tópicos como os dados pessoais, dados pessoais sensíveis e o tratamento deles por parte das empresas.

Streaming

2019 foi o ano também de novas opções para quem curte streaming. Além da Netflix ou do Spotify, empresas como a Amazon chegaram com força ao mercado de conteúdo multimídia. A gigante americana, por exemplo, trouxe para o Brasil o Amazon Prime Video e o Amazon Prime Music ao preço de R$ 9,90.

Já nos Estados Unidos, a Disney apostou no “Disney+”, que reúne todo conteúdo da companhia, além de novos produtos como a série “The Mandalorian”, do universo Star Wars.

A Apple, por sua vez, apresentou o AppleTV+, serviço de streaming que traz conteúdos como a série “See” protagonizada pelo ator Jason Momoa (Aquaman). O conteúdo ofertado pela Apple chegou ao Brasil em novembro deste ano.

Jogos

O universo dos jogos teve um 2019 repleto de nomes de peso e de anúncios bastante aguardados. A maioria deles esteve reunida no The Game Awards, considerado a principal premiação de games do mundo.

Os indicados em cada uma delas são eleitos por meios de comunicação, selecionados no mundo todo. O grande destaque foi Sekiro, da FromSoftware/Activision, que venceu o prêmio de jogo do ano.

O jogo se passa em uma versão mágica e fictícia do período Sengoku no Japão, e segue um shinobi que tenta se vingar de um clã samurai que o atacou e sequestrou seu lorde.

Além dele, Death Stranding, do conhecido produtor Hideo Kojima, também chamou a atenção com a presença de atores conhecidos como Mads Mikkelsen e Norman Reedus (The Walking Dead).

Esports

O ano foi de recordes e de novidades para o mundo dos esports. Modalidades como Fortnite e Free Fire despontaram com torneios grandiosos. Tendo US$ 30 milhões (aproximadamente R$ 120 milhões) em premiações, o Mundial de Fortnite consagrou o americano Kyle “Bugha” Giersdorf como vencedor, diante de um Arthur Ashe Stadium, em Nova York, completamente lotado.

No Free Fire, o primeiro mundial da modalidade realizado no Brasil teve como campeão o Corinthians, com o apoio da torcida no Rio de Janeiro.

Já tradicional no ano dos esports, o Mundial de League of Legends reuniu um grande público, e consagrou a FunPlus Phoenix como grande campeã. A decisão atingiu um recorde de 21,8 milhões de Média de Audiência por Minuto (MAM). Além disso, foram 44 milhões em um pico simultâneo.