Secretário não descarta possibilidade de suspender aulas e eventos em Pernambuco

Estado confirmou os dois primeiros casos da covid-19, doença provocada pelo vírus

Estado confirmou os dois primeiros casos da covid-19, doença provocada pelo vírus

Estado confirmou os dois primeiros casos da covid-19, doença provocada pelo vírus

Folha de Pernambuco

O secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, afirmou em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (12), no Recife, que não está descartada a possibilidade de suspensão de aulas e eventos no Estado por causa da pandemia de coronavírus. O Estado confirmou os dois primeiros casos da covid-19, doença provocada pelo vírus. Os pacientes são um homem de 71 anos e uma mulher de 66 anos, que são casados. Eles estão internados em um hospital particular do Recife.

"Ainda não há nenhuma restrição técnica por parte do Ministério da Saúde nem das secretarias municipais e estaduais para que a gente altere o calendário escolar ou cancele qualquer evento, mas essa é uma medida deste momento, não significa que futuramente isso não possa ser alterado", afirmou o secretário.

Leia também:
Casal do Recife são primeiros casos de coronavírus em Pernambuco
Tudo o que você precisa saber sobre o novo coronavírus
Brasil pode ter 4 mil pessoas com coronavírus em 15 dias após 50º caso

Questionado sobre as medidas de prevenção que serão tomadas a partir da confirmação dos casos, André Longo afirmou que Pernambuco segue as recomendações do Ministério da Saúde. “Neste momento, o grande foco ainda é na vigilância e na contenção dos casos. Na fase de incubação, provavelmente teremos que adotar outras medidas, mas, por enquanto, nós não podemos adiantar as etapas das ações. Vamos aguardar as instruções do Ministério da Saúde e, assim, lidar com esse problema de acordo com as recomendações”, disse.

Primeiros casos confirmados
Os pacientes com os primeiros casos confirmados de novo coronavírus em Pernambuco são um casal, uma mulher de 66 anos e um homem de 71 com viagem recente para Roma, na Itália, segundo país com mais casos do vírus no mundo. Eles residem no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. Eles retornaram para o Brasil no último dia 29 de fevereiro e foram internados em 5 de março. Os sintomas relatados pelo casal foram febre, tosse e problemas respiratórios.

Além dos dois casos confirmados, um dos 17 casos suspeitos do novo coronavírus trata-se da empregada doméstica do casal, de 47 anos, moradora do bairro do Pina, também na Zona Sul. Essa paciente teve contato direto com os dois e está em tratamento domiciliar, aguardando o resultado do teste para covid-19. Caso seja positivo, será o primeiro registro de contaminação local do novo coronavírus.