Sede do surfe nos Jogos de 2024 será em Teahupoo

Embora a França tenha praias apropriadas para a modalidade, o COI optou por uma sede a 15 mil km do evento

Embora a França tenha praias apropriadas para a modalidade, o COI optou por uma sede a 15 mil km do evento

Embora a França tenha praias apropriadas para a modalidade, o COI optou por uma sede a 15 mil km do evento

Folha de Pernambuco

O Comitê Olímpico Internacional (COI) aprovou nesta terça-feira (3) a escolha de Teahupo'o, no Taiti (Polinésia Francesa), como sede do surfe nos Jogos Olímpicos de 2024. A ilha, localizada a 15,7 mil quilômetros da capital francesa, fica na Oceania, no oceano Pacífico, embora seja um território ligado ao país europeu desde o fim do século 19.

A distância é a maior entre o local de evento e a sede oficial dos Jogos na história olímpica. Antes, a marca pertencia a edição de 1956, quando o hipismo deixou Melbourne, na Austrália, para ser disputado em Estocolmo, na Suécia, uma diferença de cerca de 15,5 mil quilômetros.

A praia de Teahupo'o já recebe a etapa do Taiti do circuito mundial de surfe. Já e atapa da França acontece em Les Landes, que também concorria para sediar o evento em 2024. O comitê organizador, no entanto, já havia preferido a praia da Oceania em dezembro, faltando apenas a aprovação do COI. O surfe fará sua estreia em Jogos Olímpicos em Tóquio-2020.

Já os esportes urbanos (skate, escalada, breaking, ciclismo BMX e basquete 3 x 3) terão como palco a praça da Concórdia, a maior da capital francesa. O local se tornou histórico sobretudo durante a Revolução Francesa de 1789. Lá foi instalada a guilhotina e também ficou exposto o busto de Luís Filipe 2º, o duque de Orleãs, membro da realeza francesa, mas que simpatizava com o movimento revolucionário.

Também na praça está o Obelisco de Luxor, milenar estrutura egípcia de 23 metros de altura, oferecida aos franceses por Mehmet Ali, então vice-rei, em 1829 (seria instalado na praça cinco anos depois).

Últimas