Suspeito de matar a fotógrafa e companheira Leandra Jennyfer é preso

Em nota divulgada pela Polícia Civil de Pernambuco, a prisão se deu ao cumprimento do mandado de prisão preventiva por feminicídio

Em nota divulgada pela Polícia Civil de Pernambuco, a prisão se deu ao cumprimento do mandado de prisão preventiva por feminicídio

Em nota divulgada pela Polícia Civil de Pernambuco, a prisão se deu ao cumprimento do mandado de prisão preventiva por feminicídio

Em nota divulgada pela Polícia Civil de Pernambuco, a prisão se deu ao cumprimento do mandado de prisão preventiva por feminicídio

Folha de Pernambuco

O suspeito de matar a esposa, a fotógrafa Leandra Jennyfer, 21, no domingo (9), no bairro da Madalena, Zona Oeste do Recife, com um tiro, na frente do filho, foi preso, nesta terça-feira (18). Raphael Cordeiro Lopes de 32 anos, foi detido no mesmo bairro do crime e encaminhado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima. 

Em nota, a Polícia Civil de Pernambuco esclareceu que a prisão se deu ao cumprimento do mandado de prisão preventiva por feminicídio.

O inquérito presidido pelo delegado titular do Cordeiro, João Gustavo Godoy, havia sido remetido ao Ministério Público de Pernambuco na semana passada. 

Na última sexta-feira (14), o dono de casa de apostas Raphael Cordeiro Lopes se apresentou na Delegacia do Cordeiro, Zona Oeste do Recife. Ele havia chegado ao local acompanhado de dois advogados, mas não foi preso justamente por não haver mandado de prisão preventiva contra ele.

Leia também:
Suspeito de matar fotógrafa no Recife se apresenta em delegacia e é liberado
Suspeito de matar esposa envia mensagem à sogra no velório: 'Não sei o que fazer da minha vida'

Relembre o caso:
Leandra Jennifer da Silva, de 22 anos, casada há três anos com Raphael Cordeiro Lopes, de 32, foi assassinada a tiros por ele na manhã do domingo (9), na casa onde moravam, na Zona Oeste do Recife.

O casal tinha acabado de voltar do bloco "De Bar em Bar", em Olinda. Leandra chegou a enviar uma mensagem de WhatsApp para sua mãe, Josiane, por volta das cinco horas. Até onde se sabe, o motivo do crime seriam ciúmes de Raphael em relação a Leandra.