Transporte interestadual de passageiros continua em operação, diz ANTT

Comunicado é resposta aos governos que decidiram suspender transporte

Comunicado é resposta aos governos que decidiram suspender transporte

Comunicado é resposta aos governos que decidiram suspender transporte

Folha de Pernambuco

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) comunicou na manhã desta sexta-feira (20) que, por ora, o transporte interestadual de passageiros continuará em operação.

A resposta vem depois de decisões de governos estaduais como a do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, que publicou um decreto determinando a suspensão do transporte interestadual de passageiros entre o Rio e estados com circulação confirmada do coronavírus ou situação de emergência decretada. Paraná e Maranhão tomaram decisões semelhantes.

"Sobre as perguntas a respeito das decisões de governos estaduais, o que temos a dizer é que a competência para suspender a operação de transporte rodoviário de passageiros, interestadual e internacional é exclusivamente da ANTT", afirmou a agência reguladora, que acrescentou: "Por ora, o transporte interestadual de passageiros continua em operação".

Leia também:
Toyota suspende produção no Brasil por crise do coronavírus
Espanha supera 1 mil mortes provocadas pelo novo coronavírus

A ANTT lembra que já determinou a suspensão do transporte internacional de passageiros devido à situação de emergência provocada pela pandemia. A medida foi publicada na Resolução 5875, que também flexibilizou a redução da redução de frequência de horários das viagens e exigiu que as empresas sigam um protocolo de higienização dos veículos.

Em relação aos passageiros, a ANTT pede que pessoas com sintomas de gripe evitem viajar, especialmente em quadros de febre. Se a viagem for indispensável, a agência recomenda o uso de máscaras.

Na hora de tossir ou espirrar, os passageiros devem usar o antebraço ou o cotovelo para cobrirem a boca e o nariz. Também é importante lavar sempre as mãos e evitar tocar olhos, nariz e boca quando elas não estiverem higienizadas.

Sempre que possível, as janelas devem ser abertas, e idosos devem evitar viajar nos horários de pico do transporte público.

Já as empresas devem higienizar os veículos após cada viagem, com especial atenção às superfícies onde há constante contato das mãos dos passageiros e ao sistema de ar condicionado. Tripulantes devem ser treinados e contar com álcool gel 70% para a higiene.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

+ Coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo  + Coronavírus na Política + Coronavírus na Economia + Coronavírus em Diversão&Arte + Coronavírus no Esporte