UFPE divulga projetos de combate aos efeitos do óleo em Pernambuco

Ao todo, foram selecionadas 19 propostas que englobam áreas como cultura, meio ambiente e saúde

Ao todo, foram selecionadas 19 propostas que englobam áreas como cultura, meio ambiente e saúde

Ao todo, foram selecionadas 19 propostas que englobam áreas como cultura, meio ambiente e saúde

Folha de Pernambuco

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) divulgou a lista das propostas de extensão e de pesquisa classificadas no edital emergencial para o enfrentamento de questões relativas ao óleo que atinge as praias pernambucanas. Ao todo, 19 projetos foram selecionados. Divididos em quatro categorias, eles englobam as áreas de cultura, meio ambiente, saúde e comunicação, além de direitos humanos e tecnologia e produção.

Entre as proposta de pesquisa estão "Monitorando os efeitos do óleo na costa pernambucana. O antes e o depois da chegada do óleo nas comunidades bentônicas" e "Avaliação de molusco coletado em praia contaminada por petróleo quanto a citotoxidade e toxicidade aguda". A seleção nesta etapa de credenciamento não vincula ao recebimento de recursos. Sua liberação está condicionada ao cumprimento das próximas etapas.

Leia também:
Óleo já atingiu a pelo menos 675 áreas de 116 cidades, informa Ibama
Marinha nega que navio identificado pela Ufal seja responsável pelo vazamento de óleo

Até o dia 20 de novembro os responsáveis pelas propostas terão que enviar a planilha financeira para o e-mail financeiro.proexc@ufpe.br. Até o dia 25 de novembro será realizada reunião com os proponentes e a equipe técnica pedagógico-financeira da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proexc). Até 29 de novembro acontece a aprovação dos registros no Sistema de Informação e Gestão de Projetos (SigProj) pela Proexc.

O edital contempla cinco projetos de pesquisa, com recursos financeiros no valor de até R$ 10 mil. Já os projetos de extensão terão três opções de fomento: seis projetos receberão recursos financeiros no valor de até R$ 10 mil; quatro projetos receberão recursos financeiros no valor de até R$ 5 mil e até três bolsas (no valor mensal de R$ 382); e três projetos receberão até cinco bolsas (no valor mensal de R$ 382), sem recursos financeiros. As bolsas terão início no mês de dezembro deste ano e poderão terminar até 30 de novembro de 2020.