Assembleia Legislativa de SP fará homenagem a Pinochet

Ato solene ocorre no dia 10 de dezembro, solicitado pelo deputado estadual do PSL Frederico d'Avila. Augusto Pinochet Ugarte foi um ditador chileno

Regime de Pinochet é associado a desaparecimentos e mortes de opositores

Regime de Pinochet é associado a desaparecimentos e mortes de opositores

AP-Photo

A Assembleia Legislativa de São Paulo vai sediar um ato solene em homenagem ao ditador chileno Augusto Pinochet. O evento, marcado para o dia 10 de dezembro deste ano, foi solicitado pelo deputado do PSL, Frederico d'Avila. 

O deputado Frederico Braun d'Avila foi assessor especial do Governo do Estado de São Paulo por mais de dez anos, antes de ser eleito como deputado. É produtor rural no sudoeste paulista, conselheiro e diretor da Sociedade Rural Brasileira e vice-presidente da Aprosoja/Nacional. 

Leia mais: Chile condena 28 ex-agentes de Pinochet por sumiço de opositor

O R7 procurou o gabinete do deputado, mas não conseguiu resposta até a publicação desta matéria.

Quem foi Pinochet

Durante o regime de Augusto Pinochet Ugarte como presidente do Chile, que durou do ano de 1973 até 1990, estima-se que cerca de 3,2 mil pessoas foram assassinados por agentes do Estado, entre as quais 1.192 ainda seguem como desaparecidas. Outras 40 mil foram presas e torturadas por causa de suas preferências políticas.

Ele chegou ao poder depois de um golpe de Estado contra o então governador, Salvador Allende, que morreu durante a tomada de poder em 1973.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Tatiana Chiari