Assista à sessão que julga possível anulação do processo de Lula

Oitava Turma do TRF4 vai analisar apelação da defesa do ex-presidente no processo do sítio de Atibaia

A Oitava Turma do TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) começou a sessão de julgamento da apelação criminal da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e mais dez réus no processo do sítio de Atibaia na manhã desta quarta-feira (27). 

Veja como será julgamento da apelação de Lula no caso do sítio

Lula foi solto no último dia 8 de novembro

Lula foi solto no último dia 8 de novembro

Cassiano Rosário / Estadão Conteúdo / 08.11.2019

A defesa de Lula entrou com recurso no TRF4 pedindo a anulação da sentença ou absolvição do ex-presidente. A tendência é que os juízes da segunda instância cancelem a primeira condenação e devolvam a ação para o juiz de primeiro grau.

Segundo o desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, a expectativa é que representantes dos réus e o Ministério Público falem no período da manhã e que os votos dos desembargadores sejam dados no período da tarde. 

O ex-presidente foi condenado em primeira instância a 12 anos e 11 meses de prisão e 212 dias-multa no valor de dois salários mínimos cada dia pelos crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro

Segundo a sentença da 13ª Vara Federal de Curitiba, o ex-presidente Lula seria o real proprietário do imóvel. Os valores seriam parte da propina paga pelas empresas para garantir contratos com a Petrobras. 

De acordo com os advogados, o item que terá destaque nesta quarta no TRF4 "diz respeito à nulidade parcial do processo, sendo que há outros capítulos tratando da nulidade total". Eles pedem, entre outras coisas, o encerramento da ação com o argumento de suspeição do juiz de Moro, hoje ministro da Justiça, e dos desembargadores da força-tarefa da Lava Jato.