Bolsonaro autoriza férias de Guedes e outros ministros

Publicação no Diário Oficial da União também autorizou o afastamento de Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central

Presidente autorizou férias de ministros

Presidente autorizou férias de ministros

Adriano Machado/Reuters

O ministro da Economia, Paulo Guedes, foi autorizado pelo presidente Jair Bolsonaro a tirar férias de 2 a 10 de janeiro de 2020, conforme publicação no DOU (Diário Oficial da União) desta segunda-feira (16).

Leia mais: Com carne em alta, supermercados registram maior inflação do ano

No mesmo Diário Oficial, Bolsonaro também autorizou o afastamento do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, no período de 30 de dezembro a 3 de janeiro para tratar de assuntos particulares.

Leia também: Bolsonaro diz que não está prevista troca de ministros em 2020

Pelo mesmo motivo, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, vai se afastar entre 21 de dezembro a 5 de janeiro.

Já o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, foi autorizado a tirar férias no período de 23 de dezembro e 8 de janeiro de 2020. O titular da Ciência e Tecnologia, Marcus Pontes, vai tirar férias de 23 de dezembro a 3 de janeiro do próximo ano.

O presidente autorizou ainda o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, a tirar férias no período de 31 de dezembro a 10 de janeiro de 2020.