A terceira semana de abril

Daqui a 20 dias saberemos se a desertificação das cidades valeu a pena

Quarentena horizontal só serve para reduzir a velocidade do contágio, garante Osmar Terra

Quarentena horizontal só serve para reduzir a velocidade do contágio, garante Osmar Terra

Tânia Rêgo/Agência Brasil

O político Osmar Terra foi prefeito de Santa Rosa, deputado federal e ministro de Estado. O médico Osmar Terra foi secretário de Saúde do Rio Grande do Sul durante oito anos e coordenador do combate à epidemia de H1N1 em território gaúcho. Somadas, as duas faces de Osmar Terra compõem um doutor em qualquer tipo de epidemia.

Com a expressão serena de quem sabe o que diz, Osmar Terra afirma que a opção pela quarentena horizontal — todo mundo em casa — serve apenas para reduzir a velocidade do contágio. E impedir que multidões de infectados recorram ao mesmo tempo a um sistema de saúde cuja indigência é escancarada pela escassez de leitos de UTI.

"O isolamento radical não vai evitar que a Covid-19 complete a trajetória de toda epidemia desse tipo", avisa o deputado. "A curva se tornará descendente a partir da terceira semana de abril".  Os partidários da desertificação das cidades já têm na ponta da língua a resposta para a pergunta inevitável: deu certo?

Se o número de mortes ficar abaixo do previsto, governadores e prefeitos vão caprichar na pose de salvadores da humanidade. Se ficar acima, todos culparão os que não obedeceram às recomendações dos governantes. E os brasileiros comuns? Esses voltarão ao trabalho, tentando entender se valeu a pena começar o ano dois meses depois do Carnaval.