Coronavírus

Augusto Nunes Boulos não sabe cuidar nem dos seus cabos eleitorais

Boulos não sabe cuidar nem dos seus cabos eleitorais

O candidato do PSOL demorou quatro dias para confirmar que estava infectado

  • Augusto Nunes | Do R7

Guilherme Boulos foi diagnosticado com covid-19

Guilherme Boulos foi diagnosticado com covid-19

Amanda Perobelli/Reuters - 13.11.2020

Candidato a prefeito de São Paulo pelo PSOL, Guilherme Boulos soube na segunda-feira, 23 de novembro, que poderia ter sido infectado pela covid-19. O aviso foi dado pela deputada federal Sâmia Bomfim, que o acompanhara num evento na sexta-feira anterior e acabara de receber o resultado do teste. Era positivo.

Imediatamente, Boulos transmitiu a má notícia aos demais participantes do evento a que Samya comparecera. E prometeu realizar “o quanto antes” o teste indispensável. Só na quinta-feira encontrou tempo para atender à urgência. E então soube que fora alcançado pelo coronavirus.

Entre o aviso e o resultado positivo, o candidato do PSOL protagonizou pelo sete eventos de campanha — todos abrilhantados por plateias de bom tamanho. Ainda não se sabe quantos foram infectados pelo candidato. Finalmente em quarentena, Boulos perdeu o último debate na TV e a chance de votar nele mesmo.

Perdeu também a confiança de incontáveis moradores de São Paulo que acreditaram no mantra repetido ao longo da capanga: “Estou pronto para cuidar de São Paulo”. Seu comportamento irresponsável reiterou que não sabe cuidar nem dos seus cabos eleitorais e da própria saúde.

Últimas