Dilma ataca e elogia Bolsonaro em 30 segundos

A ex-presidente informa aos franceses que o atual governo quer defender a soberania nacional

  • Augusto Nunes | Do R7

Charles Platiau - 02.mar.2020/Reuters

A voz que traduz para o francês a discurseira em dilmês termina uma frase e a pior governante de todos os tempos saca do bolso do terninho (ou paletozão) a bala de prata: “E o grave é que foi eleito no Brasil um neofascista”, acusa Dilma Rousseff.

Enquanto a tradutora traduz, o neurônio solitário prepara a continuação da ofensiva. E surpreende a plateia do auditório na França com um rasgado elogio a Jair Bolsonaro: “Um neofascista que tem por objetivo de... de destruir a destruição da soberania do país”.

A plateia caiu na gargalhada. Talvez porque Dilma revogara a acusação que havia acabado de fazer. Talvez porque a ex-presidente, pela primeira vez na vida, dissera uma verdade.

Últimas