BMW Série 4 é apresentado na Europa e deve chegar aqui em 2021

Segunda geração do cupê traz polêmica grade, sistema híbrido e dinâmica mais esportiva

Baseado no Série 3, em 2014 a BMW preparou uma carroceria cupê, com desenho mais agressivo e esportivo, chamada de Série 4. Esta semana a montadora apresentou na Europa a segunda geração do modelo, que conta com nova grade frontal, dimensões mais amplas e motorização híbrida. O modelo deve desembarcar no Brasil em 2021.

Divulgação

Em termos de tamanho, o Série 4 cresceu; agora o cupê tem 4.775 mm de comprimento, 1.851 mm de largura, 1.386 mm de altura e 2.850 mm de entre-eixos.

Divulgação

No visual, a BMW saiu um pouco de seu padrão mundial. Na dianteira a BMW equipou o Série 4 com uma grade com desenho tridimensional, que pode ser personalizado nas cores preto, cinza ou cromado. Os faróis são full-LED com luzes diurnas em duplo U de série. A grade por sinal não é nenhuma unanimidade por destoar do conjunto ao ser fiel dentro da composição do duplo rim.

Ao olhar o carro de lado é possível ver o capô longo, caixas de rodas destacadas e porta sem molduras nos vidros como manda a fórmula do cupê.

Divulgação

Assim como no Série 3, o Série 4 é equipado com suspensão de calibração própria e amortecedores adaptativos.

Sob o capô, o 430i tem o motor 2.0 turbo (B46) com 258 cv e 40.6 kgfm de torque, enquanto o M40i tem o 3.0 6-cilindros em linha turbo (B58) com 387 cv e 51 kgfm de torque, este com o sistema híbrido-leve de 48 volts. O câmbio é automático de 8 marchas, em todas as versões.

Divulgação

O preço ainda não foi divulgado.

*Com a colaboração de Guilherme Magna