Autos Carros Carros híbridos e elétricos estão no melhor momento no Brasil, diz Anfavea

Carros híbridos e elétricos estão no melhor momento no Brasil, diz Anfavea

Segundo a entidade, 3.873 unidades foram emplacadas em agosto

Resumindo a Notícia

  • No acumulado do ano foram vendidas 21.397 unidades de automóveis híbridos e elétricos
  • Carros híbridos e híbridos plug-in tiveram 3.639 unidades comercializadas em agosto
  • Esses carros já têm uma participação de 2,4% do mercado
Veículos elétricos tiveram 234 unidades vendidas

Veículos elétricos tiveram 234 unidades vendidas

Marcos Camargo Jr. 09.09.2021

Os carros híbridos e elétricos já começam a ser bem-vistos pelo consumidor brasileiro, uma vez que o mês passado registrou recorde de vendas de modelos destas categorias. Para se ter uma ideia, apenas em agosto foram emplacados 3.873 unidades, o que representa uma participação de 2,4% do mercado nacional. Esses números também estão de acordo com o que acontece fora do Brasil, já que as marcas já planejam vender na próxima década apenas carros com zero emissões de poluentes. Um grande exemplo disso, foi o Salão Internacional do Automóvel de Munique, na Alemanha, que só teve carros eletrificados expostos. Os dados apresentados por aqui são da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores – Anfavea.

CHEVROLET BOLT ELÉTRICO custa 4 vezes um Onix 1.0 ou 2 Tracker - 203cv e 480km de autonomia: VALE? Veja o vídeo!

Deste número de emplacamentos, 3.639 unidades comercializadas são de carros híbridos e híbridos plug-in. Já as 234 unidades licenciadas já são de veículos eletrificados. A entidade também divulgou que no acumulado do ano foram vendidas 21.397 unidades de automóveis híbridos, híbridos plug-in e elétricos, o que representa participação de 1,6% de mercado.

VOLVO XC40 híbrido mais barato que Toyota RAV4, Audi Q3 e Mercedes GLA 200: faz até 24km/litro! Veja o vídeo!

A Anfavea também informou que irá divulgar mensalmente as informações de vendas de carros híbridos, híbridos plug-in e, também, elétricos. Antes quem fazia a divulgação destes dados era a Associação Brasileira dos Veículos Elétricos – ABVE. 

*Em colaboração Felipe Salomão

Últimas