Em julho 1,1 milhão de carros usados foram vendidos no Brasil

Mercado segue aquecido após período mais agudo da pandemia, apontam dados da Fenabrave

FCA Divulgação

Assim como o mercado de carros novos experimenta uma grande expansão após três meses de queda vertiginosa causada pela pandemia do novo coronavírus, o segmento dos usados também aponta para uma recuperação mais acelerada diferente do que previam analistas. Dados da FENABRAVE – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, mostram que em julho foram transacionados 1.139.805 de unidades, 53% a mais que junho quando 744.642 veículos foram vendidos.

Fábricas retomaram, ainda que com turno reduzido, a fabricação de veículos em junho

Fábricas retomaram, ainda que com turno reduzido, a fabricação de veículos em junho

Ford Divulgação

Se os dados se confirmarem de maneira efetiva até o final do ano a queda será muito menor do que os 30% previstos para 2020, como avaliavam as principais entidades como a Anfavea, Fenabrave e Fenauto.

Fiat Strada foi uma das "estreantes" nas concessionárias do país: vendas aceleraram

Fiat Strada foi uma das "estreantes" nas concessionárias do país: vendas aceleraram

Marcos Camargo Jr

“O mercado esteve bastante ativo no mês passado, ainda que tenhamos tido dois dias úteis a mais em julho (23 dias), em relação a junho (21 dias). Observamos a regularização de parte das transferências de titularidade, que estavam paradas nos DETRANs, o que contribuiu para o aumento de volume de transações este mês”, destacou o Presidente da FENABRAVE, Alarico Assumpção Jr.

Apesar da melhora, aponta a Fenabrave, os números de venda ainda apontam retração de 14,42% na comparação com julho de 2019, quando foram transacionadas 1.331.788 unidades. Entre janeiro e julho de 2020, o mercado de veículos usados apresentou queda de 30,81% sobre o mesmo período de 2019.